Salva-vidas usam apito para chamar a atenção dos banhistas

159

Ordem é para evitar resgates, focando na segurança | Foto: André Ávila
Ordem é para evitar resgates, focando na segurança | Foto: André Ávila

Ordem é para evitar resgates, focando na segurança

Os salva-vidas usam silvos de apito para chamar a atenção de banhistas que se aventuram no mar sem o devido cuidado. A ordem é para evitar resgates, focando na segurança.

O coordenador dos salva-vidas de Tramandaí, tenente Dimas Gottardo, garante que os policiais ali sempre agiram dessa maneira. Tradicionalmente, os salva-vidas de Tramandaí usam os silvos para alertar os banhistas dos riscos de afogamento que estão correndo. Mas agora o coordenador-geral dos salva-vidas, tenente-coronel Evaldo, ordenou que se use o sistema em todo o litoral gaúcho”, explica. 

Na última sexta-feira, com bandeira amarela e excesso de buracos na orla, os salva-vidas sargento Heberle, a soldado Mariana, que trabalham na guarita 148, utilizaram o apito para retirar da água dois jovens que se arriscavam. Eles estavam em zona de perigo, pois havia buraco e repuxo. Eles passaram do larga-mar e não sabiam nadar”, esclareceu o sargento. Gottardo aplaudiu o trabalho dos salva-vidas. Quando se investe na prevenção, economiza-se nos resgates. “Mais prevenção, menos salvamento”, completou.

Correio do Povo