Aprovados em concurso da BM querem audiência, até amanhã, com o comandante-geral

209

leonelAssociação reiterou que os aprovados gastaram mais de R$ 2 mil com exames e viagens para Porto Alegre

Segue indefinida a situação de dois mil aprovados em concurso público para a Brigada Militar que previam ser chamados para o curso preparatório. De acordo com a Associação de Cabos e Soldados da corporação, a expectativa inicial era ter o grupo nas ruas em maio. Mais de 80% dos aprovados pediram demissão das funções que exerciam para integrar a corporação. O presidente da entidade, Leonel Lucas, alertou que só não houve protestos até o momento porque os concursados seguem apostando em negociações, que ainda não começaram junto ao governo estadual.

A frustração é em relação a uma audiência com o comandante geral da BM, Alfeu Freitas, que não ocorreu hoje à tarde. Representantes da categoria mantiveram a expectativa e aguardaram um contato para confirmar o encontro, mas só obtiveram retorno de que o comando havia se reunido no Palácio Piratini. “Nossa esperança é de que essa reunião, que durou a tarde toda, no Palácio Piratini, tenha sido com o governador e com o secretário da Segurança para tratar do tema. Queremos no máximo, até amanhã, um diálogo com o comando geral”, afirmou Lucas.

A associação reiterou que os aprovados gastaram mais de R$ 2 mil com exames e viagens para Porto Alegre.

A assessoria de imprensa da Brigada Militar informou que, hoje, não havia nenhuma audiência na agenda do comandante com líderes da associação. Também adiantou que a alternativa para suprir o déficit histórico de 10 mil policias envolve melhorar ações de gestão, comando e estratégia para liderar as tropas de policiamento ostensivo. O comando da BM não descartou uma conversa com os líderes da associação, ainda nesta quarta.

Fonte:Voltaire Porto/Rádio Guaíba