Salva-vidas resgatam irmãos levados pelo repuxo em Capão da Canoa

106

Ocorrência foi próximo à guarita 75, em Capão da Canoa | Foto: Mauro Schaefer
Ocorrência foi próximo à guarita 75, em Capão da Canoa | Foto: Mauro Schaefer

Ocorrência foi próximo à guarita 75

Dois irmãos de Nova Prata precisaram ser resgatados pelos salva-vidas de Capão da Canoa na manhã desta sexta-feira. Iury Sbrissa, 15 anos, e Bianca Sbrissa, 11, não conseguiram voltar para a margem por causa do repuxo. A mãe, a professora Jaqueline Sbrissa, 46, aguardou o trabalho de socorro apreensiva na areia. “A gente fala para eles não irem para o fundo, mas nunca escutam as mães. Eles foram para um lugar onde não havia ninguém”, disse. 

A ocorrência foi próximo à guarita 75. O sargento Dilmar Pereira disse que um dos colegas apitou para os irmãos voltarem, pois eles estavam em um local perigoso, com buracos. Porém, ambos não conseguiram voltar. Três salva-vidas atuaram para trazer os irmãos para a areia, utilizando boais e cabos.

Até ontem haviam sido realizados 1.060 salvamentos no Litoral Norte, com quatro afogamentos e uma vítima fatal. No Litoral Sul, foram 99 salvamentos, sem nenhum afogamento. Já nas águas internas, a Operação Golfinho registrou 70 salvamentos, sem mortes.

Correio do Povo