Ação da ABAMF com outras representações é bem sucedida

156
Representantes dos servidores da segurança pública do RS agiram contra a possibilidade de parcelamento dos salários
Representantes dos servidores da segurança pública do RS agiram contra a possibilidade de parcelamento dos salários

A ação preventiva, na justiça,  da ABAMF, UGEIRM,  Sindiperícias e AMAPERGS obteve sucesso. Notícias nos jornais mostram que, após a manifestação jurídica de que o parcelamento dos salários é inconstitucional, o governo Sartori busca em Brasília outras formas de equilibrar as contas. “O salário dos servidores deve ser assegurado, assim como os serviços básicos ao bom funcionamento da sociedade; segurança, saúde e educação”, destacou o presidente Leonel Lucas.

Leia notícia publicada, dia 16 de março de 2015, pela repórter Flávia Bemfica/Correio do Povo 

“Após a rejeição à proposta de atraso dos salários do funcionalismo estadual por parte dos servidores públicos, o governador José Ivo Sartori (PMDB) vai buscar outras alternativas para equilibrar as contas. Sartori passará a terça-feira em Brasília, em agenda que inclui passar por pelo menos três ministérios e reunião com a bancada gaúcha. O governador, que tem encontros agendados nos ministérios de Transportes, Previdência e Relações Institucionais, tentará encaminhar a obtenção de recursos federais para o caixa do Estado.

Apesar do clima pouco propício em Brasília, o roteiro embute a articulação pela liberação (o mais rápido possível) dos R$ 118 milhões do Fundo de Apoio às Exportações, cujo pagamento deveria ter ocorrido em janeiro. Outro assunto que fará parte da pauta da viagem é a federalização da RS 470″.

ABAMF NA LUTA PELA CATEGORIA

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF