Orçamento da Secretaria da Segurança para este ano reduziu mais de 30%

151
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Previsão orçamentária passou de R$ 628,1 milhões para R$ 434,2 milhões

por Maria Eduarda Fortuna

O orçamento da Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul para 2015 foi reduzido em mais de 30% em razão do decreto anunciado na última semana pelo governador José Ivo Sartori. A determinação prevê redução média de 20% para cada pasta. No caso da Segurança Pública, a previsão orçamentária era de R$ 628,1 milhões e passou para R$ 434,2 milhões.

Com o decreto assinado em janeiro, a pasta já havia reduzido em 40% o número de horas extras. Mesmo com o corte de verbas, a secretaria garante que nenhum serviço prestado à população será afetado. As despesas como água e esgoto, processamento de dados, energia elétrica e telefonia terão os maiores cortes.

A economia durante o ano será de R$ 182,4 milhões. No primeiro semestre, a estimativa é reduzir o número de diárias em R$ 22,6 milhões. A pasta também afirma que a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) deve economizar R$ 20 milhões até o final de 2015 em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural para fornecimento de alimentos a partir da produção da agricultura familiar.

Outra forma de economizar adotada foi a troca de todas as diretorias de departamentos, que passaram a ser ocupadas por servidores públicos de carreira de Estado, o que provoca redução de cerca de 60% em cada cargo. Não é informado, porém, o número de cargos comissionados que ainda atuam e quantos foram substituídos. A secretaria diz que os efetivos administrativos da Brigada Militar passarão a complementar as 40 horas semanais no policiamento ostensivo.

A previsão do governo é de que a economia vinda do enxugamento do orçamento das secretarias e da redução de cargos comissionados seja de mais de R$ 1 bilhão.

*Rádio Gaúcha