ZERO HORA: SACRIFÍCIO FICA COM A BM

151
  • thumb (3)Medida questionável por retirar policiais militares das ruas e aumentar a sensação de insegurança, o corte de diárias da Brigada Militar fez o Estado economizar R$ 5,6 milhões nos últimos dois meses. Em 2014, foram gastos R$ 20 milhões com diárias de brigadianos no período entre janeiro e fevereiro. Em 2015, foram R$ 14,4 milhões.

    Segundo as informações disponíveis no Portal da Transparência, a Polícia Civil escapou da tesoura e manteve o mesmo volume de gastos com diárias na comparação com o ano passado.

  • Aliás
  • Ainda não há previsão de envio de projetos de lei do Executivo para a Assembleia. Aos deputados, a cúpula do Piratini tem dito que a prioridade, agora, é colocar a despesa dentro da receita.

    UMA HIPÓTESE QUE NÃO PODE SER DESCARTADA É A DE O GOVERNO PARCELAR O PAGAMENTO DOS AUMENTOS CONCEDIDOS A SERVIDORES por TARSO. PARA evitar briga judicial, PRECISARIA DE AVAL DA ASSEMBLEIA.

  • ZERO HORA