ABAMF quer medidas urgentes para conter a violência

186

11138529_476787419145354_1779159738828096156_nA ABAMF vem alertando, através do presidente Leonel Lucas e do diretor Ricardo Agra, pelos meios de comunicação, da violência crescente no Rio Grande do Sul, resultado do pouco efetivo e da confiança dos bandidos na falta de investimento na segurança pública. A violência atinge tanto os cidadãos e cidadãs, como os agentes da segurança pública e necessita de medidas urgentes com o incremento do efetivo, tecnologia e armamento intimidatórios, além, é claro, de lei dura, e fim da impunidade. “Os acontecimentos e a falta de ação do governo está fazendo com que a tropa fique com a auto-estima baixa” afirmou o presidente da ABAMF.

Mais uma vez, as notícias do final de semana destacam assassinatos durante assalto, inclusive um tenente da Brigada Militar(BM), chacina,  violência generalizada.

Por este motivo, mais uma vez,  a ABAMF alerta a sociedade para a falta de PMs e reivindica ao governo a convocação dos aprovados no concurso público de 2014 para recompor o efetivo da BM e levar mais segurança às ruas.

Leonel Lucas reafirma: “Não é possível economizar na segurança pública”

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF