BM de Tapes pede reforço para desocupar área invadida pelo MST

194
Foto: Tiago Bitencourt / Rádio Gaúcha
Foto: Tiago Bitencourt / Rádio Gaúcha

Ainda não há data prevista para a ação

O comando regional da Brigada Militar na Região Sul do Estado entrou em contato com o comando geral da corporação, para pedir reforço para realizar a reintegração de posse de área invadida pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) em Tapes, na última quinta-feira (16).

Segundo o coronel Elizeu Vedana, responsável pela região, não há efetivo e equipamento, como ambulâncias e viaturas, suficientes no comando regional para garantir a segurança de todos na desocupação

Ainda não há data prevista para a ação. O comando regional classifica como normal a necessidade de reforço para estes casos.

Ocupação em Tapes

Cerca de 1,8 mil integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) invadiram uma fazenda no interior do município de Tapes, na Região Centro-Sul do Estado. Os integrantes fazem parte de 14 núcleos diferentes do MST no Estado.

A fazenda é uma propriedade privada e fica na localidade conhecida como Camélia, entre Tapes e Barra do Ribeiro. No momento da chegada dos Sem-Terra, havia somente o caseiro da fazenda no local. A ocupação faz parte da Jornada Nacional de Lutas do MST pela Reforma Agrária.

Rádio Gaúcha