Escola Adelmo Simas Genro recebe atividades recreativas e de conscientização em Santa Maria

163
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Depois que onda de violência fechou escola e unidade de saúde, poder público deu respostas

Entre as atividades, os alunos puderam andar a cavalo e aprender sobre as regras de trânsito

Mariana Fontana

As portas da Escola Adelmo Simas Genro foram abertas na manhã desta quinta-feira para receber diversas atividades para alegrar o dia dos alunos.

Há um mês, as portas da escola ficaram fechadas durante três dias por causa da violência. Desde lá, a Brigada Militar (BM) de Santa Maria está em atuação no bairro Nova Santa Marta. Mas nesta quinta-feira, a presença dos policiais não intimidou. Ao contrário, trouxe alegria, sorrisos e diversão para as crianças.

As diversas atividades estendem-se durante todo o dia, destinadas as mais diferentes faixas etárias. Para as crianças, passeio a cavalo e escolinha de trânsito. Para os adolescentes, oficinas de prevenção às drogas e a gravidez na adolescência. Os pais dos alunos também foram contemplados, e podem participar de palestras sobre o uso de drogas no período da noite.

De acordo com a diretora da escola, Antonia Lima, as atividades tem um cunho educativo e ajudam a escola a passar o conhecimento aos alunos de uma maneira diferente da tradicional.

— Essas atividades são muito importantes, pois fazem com quem os alunos aprendam coisas novas, vindas de pessoas quem tem conhecimento específico sobre o assunto — ressalta Antonia.

A escola Adelmo Simas Genro atende alunos da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e da Educação para Jovens e Adultos (EJA). Nessa manhã, as crianças foram as que mais aproveitaram as atividades. O passeio a cavalo foi o que mais empolgou.

— Eu fiquei morrendo de medo de andar no início, porque eu nunca tinha subido em um cavalo. Mas quando eu comecei a andar, o medo passou e eu gostei — comenta um aluno de 9 anos.

A Escolinha de Trânsito do Batalhão Rodoviário da Brigada Militar de Cachoeira do Sul também atraiu a atenção das crianças. Os meninos e meninas puderam dirigir carros de brinquedo, andar de bicicleta e ainda foram orientados sobre a maneira correta de se comportar no trânsito.

— Eu gostei muito de dirigir, mas o carrinho era pesado, daí eu não conseguia dar a volta. Mas eu achei muito divertido — conta uma menina de 6 anos.

O programa Ações Integradas foi desenvolvido pela Brigada Militar de 2006 a 2013, quando foi desativado. Segundo o comandante regional da BM, coronel Worney Mendonça, as atividades e oficinas na Adelmo são o marco de retomada do programa na cidade. Ainda conforme Worney, as ações promovem uma aproximação do efetivo com a comunidade do bairro:

— Essas atividades ajudam a comunidade a enxergar um outro lado da ação desenvolvida pela Brigada Militar.

De acordo com o comandante, com a atuação da BM no bairro houve uma queda na violência e no número de crimes praticados no local.

DIÁRIO DE SANTA MARIA