Policiais de Caxias e Bento estão impedidos de pedir transferência por um ano

142

piratiniGoverno do Estado diz que quer preservar efetivo em 19 cidades

Uma portaria da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul impede, por um ano, a transferência de policiais civis e militares em 19 cidades, dentre as quais, na serra, Bento Gonçalves e Caxias do Sul. O objetivo, segundo a pasta, é manter o efetivo em municípios que concentram 85% dos crimes contra a vida e o patrimônio.

Entidades que representam os servidores questionam a medida. Segundo o comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Caxias do Sul, Tenente-Coronel Ronaldo Buss, a resolução altera um pouco o quadro – o que vai melhorar no sentido prático é que alguns servidores não deixarão o Batalhão – afirma Buss. Ele comenta que é normal para muitos servidores pedirem transferência para as suas cidades de origem ao longo da carreira, já que, ao ingressarem na Corporação, são designados para qualquer lugar do estado. Os pedidos são atendidos conforme a necessidade. Com a portaria, os pedidos de transferência não podem ser feitos nos próximos 12 meses.

No caso de Caxias do Sul, mais da metade do efetivo é originário de outros locais do Estado. Conforme o comandante, por volta de 10 servidores a cada ano se transferem de Caxias para outra região. O efetivo total não é revelado, segundo Buss, por questão de segurança.

GAÚCHA SERRA