Santa Maria terá Patrulha Maria da Penha em junho

187
Patrulhas tem brigadianos treinados e viatura identificada Foto: Rafaela Valente  / Divulgação
Patrulhas tem brigadianos treinados e viatura identificada
Foto: Rafaela Valente / Divulgação

Projeto havia sido anunciado para 2014

Está prevista para a segunda quinzena de junho o início do funcionamento de umaPatrulha Maria da Penha em Santa Maria. O projeto havia sido anunciado para 2014 em visita de autoridades desegurança à cidade. Apesar de ter fechado a Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres, o Governo Estadualgarante que os projetos terão andamento e ampliação.

A capitã Marta França Moreira, chefe da Divisão de Políticas de Segurança Púbica para Mulheres, atribui o atraso a ajustes de agenda ocorridos durante a transição de governos. Ela afirma que outras cinco cidades do interior gaúcho também receberão as patrulhas: Bagé, Bento Gonçalves, Erechim, Ijuí e Santa Rosa.

Brigadianos de Santa Maria foram treinados em 2013 para atuar no projeto, que prevê visitas a áreas onde mulheres foram vítimas de violência. Viaturas identificadas circularão pelas regiões, inibindo agressores para que não desrespeitem medidas protetivas envolvidas com a Lei Maria da Penha.

Conforme a capitã, casos mais graves são acompanhados antes das medidas serem emitidas pela Justiça, o que costuma levar 48 horas após o registro de ocorrências. O relatório da Secretaria Estadual de Segurança Pública divulgado neste mês aponta que uma mulher sofre agressão física com lesão corporal a cada 20 minutos no Estado.

O projeto existe desde 2012. Atualmente, 31 patrulhas atuam em 22 cidades gaúchas. Desde a criação, as equipes atenderam 8.568 mulheres, realizaram 17.200 visitas, trabalharam com 3.948 medidas protetivas e prenderam 98 pessoas por descumprimento das medidas.

GAÚCHA SM