Aprovados em concurso criticam novo congelamento de nomeações

198

ft3Acampados em frente ao Palácio Piratini há mais de dois meses, aprovados em concurso da Brigada Militar no ano passado criticaram parte do pacote apresentado ontem pelo governo.

A prorrogação por mais seis meses do decreto que congela nomeações frustou as expectativas do grupo, que representa 2,5 mil aprovados que esperavam ser chamados no início do ano.

Entre eles, está Carlos Henrique Haag, 25 anos. Depois de quatro etapas, o jovem que reside em Novo Hamburgo passou na seleção e espera fazer carreira na Brigada Militar, mas há seis meses está desempregado.

– Qual empresa vai querer investir em mim, me dar um treinamento ou uma chance sabendo que posso ser chamado a qualquer momento?

O secretário-geral da Associação dos Cabos e Soldados da BM (Abamf), sargento Ricardo Agra, classificou como preocupante o projeto que prevê a convocação de policiais aposentados para desempenhar funções administrativas:

– Estão sendo criadas fantasias em uma área tão importante. O número de policiais a serem convidados para retornar não vai cobrir nem pela metade o número de concursados prontos para ingressar na BM.

ZERO HORA