BM quer reduzir em 4% roubos, homicídios e sequestros em 19 cidades

150
Reunião entre comandantes para avaliar índices de criminalidade e compartilhar estratégias Foto: Vanessa Kannenberg / Agência RBS
Reunião entre comandantes para avaliar índices de criminalidade e compartilhar estratégias
Foto: Vanessa Kannenberg / Agência RBS

Método implantado no começo de 2015 vem colhendo dados de criminalidade há dois anos

Mais ambiciosa do que a da Secretaria de Segurança Pública, que é de 2%, a meta da Brigada Militar é reduzir em até 4% os crimes mais cometidos no Estado até o final de 2015. Para isso, a corporação está utilizando uma nova metodologia: o acompanhamento diário das ocorrências com compartilhamento das melhores estratégias utilizadas em cada cidade. O método, que começou a ser implementado no começo do ano, já vem colhendo dados há dois anos.

De acordo com os índices apurados, é possível saber quais são os sete crimes mais cometidos no Rio Grande do Sul: roubos a pedestre, estabelecimentos comerciais e financeiros; roubo de veículos e a transportes públicos; latrocínio (roubo com morte), homicídios e sequestros. Segundo a Brigada Militar, 90% dos índices estão concentrados em 19 cidades gaúchas. Veja lista mais abaixo.

Por isso, os batalhões desses municípios, os comandos regionais a que eles pertencem e o comando-geral da BM passaram a ter reuniões mensais para avaliar os dados e compartilhar quais ferramentas adotas estão ou não dando certo. Uma delas ocorreu nesta quarta-feira.

— Sabendo o crime que mais acontece, o local onde ele está ocorrendo, o turno e a forma como é cometido, podemos direcionar o efetivo e os recursos efetivamente. Assim, não há desculpa de que estamos em crise. Basta gerenciar bem os recursos que temos — apontou o comandante-geral da BM, Alfeu Freitas.

A metodologia foi criada a partir de uma consultoria contratada, em maio do ano passado. Ela segue até setembro. Além da redução de criminalidade através de um melhor gerenciamento do efetivo, a BM também tem metas de gestão administrativas, como reduzir o tempo que leva para comprar viaturas, que, até poucos meses, era de mais de um ano.

A Secretaria de Segurança Pública tem, como meta, a redução dos índices dos principais crimes contra a vida e o patrimônio — homicídios dolosos, latrocínios, roubos e roubos de veículos e furtos, entre outros, totalizando 13 tipos — que envolve, além da BM, a Polícia Civil, o IGP e a Susepe. Esse e outros objetivos fazem parte do Acordo de Resultados 2015, assinado junto às demais secretarias do Estado e elaborado pela Secretaria Geral de Governo.

— O combate à criminalidade precisa avançar mais do que a própria criminalidade, se não não conseguimos reduzi-la — concluiu o secretário de Segurança, Wantuir Jacini.

Foto: Reprodução / Google Maps
Foto: Reprodução / Google Maps

As 19 cidades que concentram 90% dos crimes no RS:

— Porto Alegre
— Viamão
— Gravataí
— Alvorada
— Cachoeirinha
— Esteio
— Canoas
— Guaíba
— São Leopoldo
— Novo Hamburgo
— Caxias do Sul
— Passo Fundo
— Bento Gonçalves
— Pelotas
— Rio Grande
— Santa Maria
— Uruguaiana
— Campo Bom
— Sapucaia do Sul

ZERO HORA