“Não temos como aceitar”, diz procurador-geral de Justiça sobre proposta da LDO apresentada pelo Estado

320
Marcelo Dornelles fala sobre a LDO. Foto: MP/RS
Marcelo Dornelles fala sobre a LDO. Foto: MP/RS

Dornelles deu início ao Prêmio de Jornalismo de 2015 e condenou a proposta apresentada pelo governo que prevê cortes ao orçamento repassado ao MP

Em evento de lançamento do 17º Prêmio de Jornalismo do Ministério Público (MP) realizado nesta segunda-feira, em Porto Alegre, o procurador-geral de Justiça, Marcelo Dornelles, condenou a proposta do governo do Estado para a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que prevê o congelamento de repasses a diversos órgãos, entre eles, o próprio Ministério Público.

“Nós não temos como concordar, porque os nossos orçamentos estão vinculados a atividades permanentes, nós não temos mais onde cortar. E o que eu tenho tentado dizer é que esse tipo de corte não ajuda, porque se nós pararmos de funcionar, vamos parar de combater sonegação, licitação, corrupção e todo o trabalho em si, meio ambiente. Então, nós somos essencialmente prestadores de serviço, não temos onde cortar. Na forma como proposta, nos engessa. Nós não temos como aceitar. E usaremos da forma democrática para tentar melhorar isso”, explicou Dornelles.

O procurador afirmou que o MP vai tentar conversar com os deputados estaduais já que a Assembleia Legislativa votará o projeto do governo. Com relação ao lançamento do prêmio destinado a jornalistas, o procurador afirmou que há semelhanças importantes entre o trabalho da imprensa e do Ministério Público na busca pela verdade e justiça. Dornelles salientou o papel da imprensa em traduzir a função e as ações do MP ao cidadão, que necessita das informações.

O prêmio tem como propósito laurear as melhores reportagens editadas em jornal impresso, rádio, televisão e web sobre as ações do MP. Há, ainda, premiação para fojojornalistas. O evento, que aconteceu no Dia do Ministério Público gaúcho, tem apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS, da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) e conta, também, com patrocínio do Hotel Continental Canela.

Os jornalistas interessados em participar do concurso deverão encaminhar as matérias à assessoria de imprensa do MP de 15 de outubro a 16 de novembro, conforme o regulamento que pode ser acessado no site do Ministério Público.

Fonte: Vitória Famer / Rádio Guaíba