Caos na segurança e crescimento da violência levam SindBancários a entrar com ação cautelar na Justiça para tentar impedir que agências sejam abertas segunda, 3/8

128

A direção do Sindicato entende que não há condições de trabalho para os bancários nem garantias para clientes realizarem operações em agências ou em terminais de autoatendimento, caso não haja policiamento ostensivo. A Fetrafi-RS também anuncia ação cautelar extensiva a todo o Estado.

O SindBancários estará de plantão neste fim de semana e vai monitorar os casos de ataques a bancos e possível crescimento de violência. Além disso, estaremos atentos a eventuais dificuldades de transporte na segunda-feira e de outros serviços que dificultem ou impeçam a chegada dos bancários aos seus locais de trabalho. A ação cautelar tem o número 0021057-10.2015.5.04.0003.

Segundo o assessor jurídico do Sindicato, o advogado Antonio Vicente Martins, a ação do SindBancários ocorre em razão do aumento da violência contra agências nesta semana. “Houve um assalto a agência bancária no centro de Porto Alegre e há um evidente crescimento da violência contra os bancos. Estamos falando de aumento de volume de ataques a bancos em dias em que há policiamento ostensivo. Nossa ação visa proteger os bancários ante uma possibilidade de não haver policiais nas ruas para garantir a tranquilidade nos ambientes de trabalho dos bancários”, explica Vicente.

Crescimento da violência em 2015

De fato, a violência bancária cresceu em 2015. Segundo levantamento realizado pelo SindBancários, com base nas notícias veiculadas em sites e jornais, nos primeiros sete meses do ano, houve 124 ataques a bancos no Rio Grande do Sul. Assaltos como a agência do Banrisul em plena luz do dia no Centro de Porto Alegre, no dia 29 de julho, levaram à tomada de atitude por parte do Sindicato.

Nunca, desde que o SindBancários começou a acompanhar os casos de ataques a bancos, desde 2007, publicados na imprensa online e offline, havíamos chegado a julho com 124 ações.  Pois, até o dia 31 de julho de 2015, ou 231 dias do ano, houve um ataque a banco no Rio Grande do Sul a cada um dia e 17 horas.

“Avisamos desde o início do ano que os cortes que o Governo Sartori realiza na segurança estavam aumentando a insegurança para bancários e para clientes de bancos e que isso é muito perigoso. Agora, chegou o caos. Por causa dessas decisões de governo, os bancários, vigilantes, clientes dos bancos públicos e privados e agora todos os gaúchos pagam o preço da irresponsabilidade e da incompetência do governo do Estado. Chegamos ao fundo do poço”, diz o presidente do SindBancários, Everton Gimenis.

Apenas no mês de julho de 2015, o levantamento registrou 19 ataques a bancos no Estado (sem contar o dia 31 de julho). Contando os dia 31 dias de julho nos outros anos, apenas 2006, com 26 ataques, e 2013, com 19, se assemelham em termos de violência ao sétimo mês do ano de 2015.

“Entramos com a ação cautelar, porque entendemos que não há condições de trabalho na segunda-feira. A cada momento, temos notícias de assalto e violência contra agências e contra pedestres em ônibus e mesmo no centro da cidade. Estamos tomando esta medida porque entendemos que, a se confirmar o aquartelamento e atendimento apenas de casos urgentes, não haverá condições de trabalho nem garantias à integridade dos trabalhadores e clientes de agências”, diz o secretário geral do SindBancários, Luciano Fetzner.

nota_abamf_web_31072015

Julho 2015

  1. Dia 1: Banco do Brasil (Porto Alegre). Arrombamento de caixas eletrônicos.
  2. Dia 5: Banrisul (Gramado). Assalto e arrombamento de caixa eletrônico com maçarico.
  3. Dia 8: Banrisul (Lagoão). Arrombamento de caixas eletrônicos com explosivos.
  4. Dia 8: Banrisul (Porto Alegre). Arrombamento de caixa eletrônico com maçarico.
  5. Dia 8: Banrisul (Canoas). Tentativa de assalto a caixas eletrônicos na Ulbra.
  6. Dia 12: Banco do Brasil (Porto Alegre). Prisão de menor tentando arrombar caixa eletrônico com maçarico.
  7. Dia 12: Banrisul (Restinga Seca). Furto de caixa eletrônico com maçarico.
  8. Dia 12: Banrisul (São José do Polêsine). Furto de caixa eletrônico com maçarico.
  9. Dia 12: Banco do Brasil (Porto Alegre). Tentativa de arrombamento por adolescente.
  10. Dia 15: Banrisul (Nova Tramandaí). Furto em caixa eletrônico com maçarico.
  11. Dia 20: Santander (Porto Alegre). Furto de caixas eletrônicos e roubo de arma de vigia.
  12. Dia 20. Santander (Canoas). Arrombamento de agência.
  13. Dia 21: Banco do Brasil (Cachoeirinha). Tentativa de arrombamento de agência.
  14. Dia 26: Banco do Brasil (Vale do Sol). Furto de caixa eletrônico com prisão.
  15. Dia 26: Banco Sicredi (Santa Cruz do Sul). Tentativa de furto de caixas eletrônicos.
  16. Dia 29: Banco do Brasil (Alvorada). Furto de caixa eletrônico com maçarico.
  17. Dia 29: Banrisul (Porto Alegre). Assalto à agência do Centro.
  18. Dia 30: Banrisul (Morro Reuter). Arrombamento de caixa eletrônico com maçarico.
  19. Dia 31: Sicredi (Tupanci do Sul). Assalto à mão armada com reféns e fuzis.

Fonte: Imprensa SindBancários