Sindicato de Servidores do Estado aprova estado de greve

190

17317903Mobilização de servidores deve se intensificar em agosto, com assembleia unificada

O Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sindsepe/RS) realizou assembleia geral na manhã dessa sexta-feira (17), em Porto Alegre, e definiu pelo indicativo de greve. Ao menos 200 servidores participaram da assembleia desse sindicato que representa cerca de 40 mil funcionários públicos estaduais.

O Sindsepe/RS também ratificou a participação na assembleia geral unificada dos servidores estaduais que ocorrerá no mês que vem, dia 18 de agosto, quando sindicatos ligados à área da segurança e magistério também prometem mobilizações.

Segundo lideranças desses sindicatos, a sinalização é para uma greve geral. O presidente da Ugeirm Sindicato, Isaac Ortiz, demonstra revolta. “Nós estamos indignados. Todo o funcionalismo está unido e o governador já viu a força da nossa mobilização. Nós vamos radicalizar se a precariedade prevalecer”, ameaçou. O presidente da Associação de Cabos e Soldados da Brigada Militar, Leonel Lucas, transfere a responsabilidade da greve para o governador José Ivo Sartori. “O governador é quem vai decidir se vai ter greve geral. Ou ele toma providências com relação à proposta da Lei de Responsabilidade, condicionando nossos reajustes com a arrecadação que está caindo e prevê limite de gastos com pessoal ou ele enfrenta a resistência”, declarou.

O principal descontentamento dos servidores diz respeito ao ajuste fiscal que está sendo promovido pelo Piratini. A aprovação, na última terça-feira, da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) na Assembleia Legislativa (texto enviado por Sartori) acirrou os ânimos das categorias. Isso porque a LDO prevê congelamento de salários para 2016.

Fonte:Rádio Guaíba