Brigada Militar admite que pelo menos uma cidade gaúcha dispõe de apenas um PM

147
56e928fd6f0f719ef4ef1ba43d82ee13
IMAGEM ILUSTRATIVA

Associação de Cabos e Soldados exige na Justiça contratação de 2,5 mil PMs aprovados em concurso

A Brigada Militar admitiu que apenas uma cidade, situada na região Planalto, dispõe de um só policial. A corporação se manifestou um dia após a Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (Abamf), que representa os servidores de nível médio da BM, ter ingressado no Tribunal de Justiça do Estado, com mandado de segurança coletivo para que 2,5 mil concursados aprovados em 2014 sejam nomeados pelo Palácio Piratini.

Conforme o chefe do setor de comunicação da Brigada Militar, major Ronie Coimbra, o município citado, que não teve o nome revelado, mantém apenas um PM, mas recebe atenção especial do efetivo de cidades vizinhas. O major também disse compreender o teor da ação judicial, que adverte para os riscos enfrentados pelos PMs com a redução do efetivo, sobretudo em municípios menores.

Coimbra salienta, porém, que um decreto do governador José Ivo Sartori, em vigor até o fim do ano, impede o chamamento de concursados a fim de manter a política de austeridade. O recurso, encabeçado pela Abamf, foi protocolado a pedido dos próprios policiais da ativa, conforme a entidade. Ainda não há prazo para que o mandado de segurança seja julgado.

Atualmente, o déficit de PMs chega a 18 mil, superando o total de policiais ativos, que é de 17 mil, conforme a Associação. A Abamf também salienta que, somente no primeiro semestre de 2015, mais de 1,5 mil policiais foram desligados da corporação. A maioria pediu aposentadoria.

Fonte:Lucas Rivas/Rádio Guaíba