Governador determina corte do ponto de grevistas: “Falta será falta”

182

17579584Sartori determina corte do ponto de grevistas

Governador se manifestou no final da tarde desta terça-feira, após anúncio de paralisação de três dias do funcionalismo

Depois de uma terça-feira tumultuada por manifestações de servidores estaduais na Capital e que terminou com a aprovação de uma greve de três dias, o governador José Ivo Sartori se manifestou no final do dia, no Palácio Piratini. Ele determinou corte do ponto dos grevistas.

— Já determinei aos secretários que presença será presença, e falta será falta — anunciou Sartori, conclamando para que os servidores não paralisarem atividades “pelo bem do povo gaúcho”.

O governador ainda destacou o “esforço” que o Piratini fez para quitar o salário atrasado de julho, o que levou a “pedalar” a dívida com a União. Afirmou que, embora considere as manifestações “democráticas”, o governo cumpriu seu dever para com o funcionalismo.

— Nunca faltou respeito e diálogo e vamos continuar dialogando — disse Sartori.

Questionado sobre como se dará o pagamento dos salários de agosto, o governador evitou dar uma resposta objetiva e disse o Executivo continuará se esforçando para superar a crise, destacando os projetos de ajuste fiscal que estão sendo encaminhados à Assembleia Legislativa.

Na assembleia unificada desta terça, que contou com cerca de 40 categorias e 30 mil pessoas no Largo Glênio Peres, os servidores decidiram que se o Piratini parcelar novamente os salários no final do mês, será feita nova paralisação entre 31 de agosto e 2 de setembro. No dia 3, será feita nova assembleia em Porto Alegre para definir os rumos do movimento.

ZERO HORA