“Policiamento não é normal” afirma presidente da ABAMF

131

11822754_882702538475598_1697284056394557884_nApesar das informações passadas pela imprensa de normalidade no policiamento ostensivo de Porto Alegre, basta andar pela cidade para ver que não há PMs nas ruas, a não ser na parte central da capital gaúcha. “O policiamento não é normal, já faltavam policiais nas ruas e agora além de alguns brigadianos estarem dentro dos quartéis, viaturas em situação irregular estão paradas nos pátios das unidades”, disse o presidente da ABAMF.

Leonel Lucas alerta para o uso de coletes balísticos vencidos e alunos oficiais que foram deslocados para dar a impressão de normalidade na área central. “estão colocando a vida destes alunos-oficiais em risco, pois os coletes estão fora do prazo de validade”.

Manifestantes permanecem em frente ao 9º BPM impedindo a saída de viaturas. Os poucos PMs vistos pela cidade, na maioria das vezes, estão a pé.

A situação é idêntica pelo interior do estado. Manifestações prosseguem em várias cidades e, em algumas localidades, os brigadianos já optaram pela paralisação. Amanhã começam as reuniões regionais. Dia 18 de agosto, ocorre a assembleia unificada dos servidores públicos.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF