SindBancários obtém liminar na Justiça do Trabalho que impede bancos de abrir na segunda, 3/8, se não houver policiamento ostensivo

137

bandeira_web_1demaio-708x350A ação judicial proposta pelo SindBancários e Fetrafi-RS, executada pelo advogado Antonio Vicente Martins, da assessoria jurídica das entidades, teve deferida a antecipação de tutela pela juíza de plantão no Foro Trabalhista de Porto Alegre, Noêmia Saltz Gensas, neste domingo, 2/8. A decisão judicial determina aos bancos que não abram agências e postos de atendimento em caso de inexistência de policiamento ostensivo na segunda-feira, 3/8. A decisão vale para todo o Estado do Rio Grande do Sul..

O presidente do Sindicato, Everton Gimenis, se manifestou sobre a decisão judicial e expôs a preocupação com a integridade física dos bancários, vigilantes e clientes de agências bancárias. “Nossa preocupação é com a segurança dos colegas e dos clientes. A decisão judicial reconhece o risco de abrir uma agência bancária sem polícia na rua em razão das decisões que o atual governo do Estado tem tomado no que se refere a cortes de verbas da área de segurança pública. O Judiciáirio teve sensibilidade para reconhecer que há muitos riscos envilvidos. Esperamnos que os bancos tenham a mesma sensibilidade e dispensem os trabalhadores nesta segunda-feira”, avaliou Gimenis.

O secretário geral do SindBancários, Luciano Fetzner, alerta os colegas sobre a orientação para esta segunda-feira. “A decisão judicial impede os bancos de abrirem caso não tenhamos polícia na rua na segunda-feira, mas os colegas devem comparecer aos seus locais de trabalho.”

O Sindicato e sua assessoria jurídica permanecerão atentos ao que vai acontecer e ao cumprimento da liminar obtida neste domingo, 2/8. Nesta segunda-feira, a partir das primeiras horas da manhã, diretores estarão circulando pelas ruas de Porto Alegre e estarão mobilizados para informar sobre condições de trabalho.

O pedido de antecipação de tutela em relação a abertura dos bancos na segunda-feira, pelo SindBancários e Fetrafi-RS, foi feito em resposta ao caos na segurança pública. Desde que o giverno do Estado anunciou cortes de verbas na segurança pública, o SindBancarios vem alertando para o crescimento do volume de ataques a bancos em 2015. Até o dia 31 de julho, ocorreram 124 ataques neste ano. Este volume tem 11 ataques a mais do que o mesmo período do ano passado, que foi de 113.

O levantamento do SindBancários é realizado mediante acompanhamento dos casos de assalto, furto e arrombamento de agências em todo o Estado, publicadas na imprensa, tanto online quanto off-line. “Toda semana há casos de ataques a bancos com todo o tipo de violência, como uso de explosivos, em todo o Estado. E isso que temos garantia de policiamento ostensivo. Nossa preocupação é que não haja policiamento e os bancários fiquem ainda mais vulneráveis”, disse Gimenis.

Fonte: Imprensa SindBancários