Vereadores aprovam moção contra parcelamento em Caxias, mas houve quatro votos contrários

205

cxsOs militares estaduais gaúchos conquistaram uma vitória na câmara de vereadores de Caxias do Sul. Foi aprovada, na tarde de 5 de agosto, por 17 votos a favor e quatro contrários, a moção contra o parcelamento dos vencimentos dos funcionários públicos estaduais.

Os vereadores ADELINO TELES (PMDB), EDI CARLOS PEREIRA DE SOUZA (PSB), EDSON DA ROSA (PMDB), FLÁVIO SOARES DIAS (PTB), votaram contra a proposta, encaminhada pela bancada petista.

Entre os motivos para a rejeição, vários argumentos. “o atual déficit do Estado já se encontraria na ordem de cerca de R$ 80 bilhões.ressaltou que, nos últimos 44 anos, só os ex-governadores Sinval Guazzelli (1975-1979/1990-1991), Pedro Simon (1987-1990), Antônio Britto (1995-1998) e Yeda Crusius (2007-2010) conseguiram cumprir um mandato em que a receita foi maior do que as despesas. Consequentemente, todos os outros terminaram deficitários”, destacou Edson da Rosa.  Já o vereador Flávio Dias, atentou para a situação dos trabalhadores da iniciativa privada, cujas demissões em Caxias do Sul, nos últimos meses, já somariam mais de dez mil baixas. “Enquanto os funcionários públicos reclamam, têm pessoas demitidas do âmbito privado passando fome”, comparou.

Indignados com o posicionamento dos vereadores que votaram contra,  a platéia no plenário virou de costas, mostrando o descontentamento com a rejeição a proposição.

plcar

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF