Votação de projeto que acaba com pensão a ex-governadores é adiada

188

17447905Pensões vitalícias são pagas a oito ex-governadores e quatro viúvas, ao custo de R$ 4,3 milhões por ano ao Estado

A votação do projeto que acaba com aaposentadoria vitalícia de ex-governadores do Estado foi adiada na Assembleia Legislativa. A matéria seria apreciada nesta terça-feira (11) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, etapa que antecede a discussão em plenário.

A votação foi adiada por questionamento do deputado Luiz Fernando Mainardi (PT).

O fim do benefício é objeto de dois projetos, um do deputado Juliano Roso (PCdoB) – que acaba com a aposentadoria já para os atuais beneficiários – e outro de Any Ortiz (PPS) – que passaria a valer para os futuros ex-governadores.

Os dois estão sob relatoria do mesmo deputado, Elton Weber (PSB), que iria manifestar parecer favorável apenas ao segundo projeto. No entanto, Mainardi entende que, por se tratarem do mesmo assunto, o parecer deve ser o mesmo – o que gerou discussão na comissão.

Elton Weber retirou da pauta de hoje os pareceres e prometeu nova manifestação na próxima semana. Hoje, as pensões vitalícias são pagas a oito ex-governadores e quatro viúvas, ao custo de R$ 4,3 milhões por ano.

GAÚCHA