22 PMs apresentam atestado médico por abalo psicológico em Santa Maria

311

portalbmcerta-e1438655610210-777x437O número é confirmado pelo CRPO

Entre o sábado e a segunda-feira, 22 policiais militares procuraram o Hospital da Brigada Militar (BM) em busca de atendimento médico em Santa Maria. Todos alegavam abalo psicológico, em função do parcelamento de salários por parte do Governo do Estado. As informações são da Rádio Gaúcha.
Agora, os PMs estão de licença, ou seja, ficam fora da escala de policiamento nas ruas. A informação foi confirmada pelo Comando Regional de Polícia Ostensiva Central (CRPO). 

De acordo com o comandante do CRPO Central, tenente-coronel Worney Dellani Mendonça, os profissionais procuraram o setor de psicologia do hospital “porque estavam se sentindo abalados emocionalmente e não se encontravam em condição de executar o serviço”.

O comandante Worney ainda aponta que é feito o acompanhamento desses profissionais:

– Estamos conversando com eles, vendo qual é a sua condição, porque a atividade policial, por si só, é estressante. E nessa condição pela qual os policiais passam, é normal que venha a acontecer isso e a gente precisa ser compreensivo e procurar apoiá-los.

O número atual de PMs que fazem o policiamento em Santa Maria não foi informado.

Nos últimos três dias, servidores estaduais e familiares de PMs estiveram em frente ao quartel da BM em protesto contra o parcelamento de salários.

ZERO HORA