Crescem aposentadorias e números da BM indicam déficit de 44,56% na tropa

189
Novas concessões de incentivos para oficiais seguirem na ativa foram suspensas em agosto | Foto: Carla Ruas / CP Memória
Novas concessões de incentivos para oficiais seguirem na ativa foram suspensas em agosto | Foto: Carla Ruas / CP Memória

Novas concessões de incentivos para oficiais seguirem na ativa foram suspensas em agosto

O número de pedidos de aposentadorias entre os servidores públicos estaduais da segurança cresceu de forma progressiva desde que o governador José Ivo Sartori assumiu o cargo. De janeiro até agora, mais de mil policiais militares pediram aposentadoria. Somente nesta terça-feira, mais 129 PMs entraram para a reserva, com pedidos publicados no Diário Oficial. Os dados são das entidades da BM e Polícia Civil.

De acordo com a Associação dos Sargentos, Subtenente e Tenentes da BM e Bombeiros (ASSTBM), a tropa da BM conta com 20.542 PMs. O número da própria corporação apresentaria déficit de 44,56% do que é previsto em lei, de 37.050.

A ASSTBM salienta que a tendência é das aposentadorias aumentarem, com a proibição para a concessão de gratificações de permanência aos servidores. Até então, os que atingiam os requisitos da aposentadoria poderiam receber incentivo para seguir na ativa, mas em agosto novas concessões foram vedadas pela Secretaria de Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos do Estado (SMARH).

Correio do Povo