Fortunati defende que Sartori peça auxílio à Força Nacional e ao Exército

120
Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS
Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

Para o prefeito, presença de auxílio externo ajudaria a diminuir a sensação de insegurança das ruas da Capital

Em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, da Rádio Gaúcha, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, confirmou ser a favor de um pedido, por parte do governo estadual, de auxílio externo na segurança do Estado. Para Fortunati, a presença de homens da Força Nacional de Segurança Pública e do Exército nas ruas gaúchas poderia fazer com que a população se sentisse mais protegida.

— Mesmo que o exército esteja preparado para outro tipo de ação, e a Força Nacional atue com um contingente pequeno, a presença deles nas ruas ajuda. Não resolve, mas ajuda — avaliou o prefeito.

Além disso, Fortunati disse aguardar um contato do governador José Ivo Sartori para marcar uma reunião e discutir a questão da segurança em Porto Alegre. Apesar das dificuldades financeiras do Estado, o prefeito disse que pedirá o aumento do efetivo da Brigada Militar. Na avaliação de Fortunati, a população está “amedrontada”.

— Estamos diante de um impasse que diz respeito a todos nós — observou.

Prefeito apoia aumento de ICMS

Para melhorar a situação financeira do Rio Grande do Sul e, consequentemente, da Capital, o prefeito acredita que o aumento da alíquota básica do ICMS, proposto pelo Piratini, é a única medida que poderá trazer avanços imediatos. Ao justificar a sua posição, Fortunati afirmou que o Estado atualmente é um “doente terminal” e, por isso, necessita de um remédio imediato, mesmo que ele seja “amargo”.

— O problema é que o Rio Grande do Sul está se afogando. O bote salva-vidas tem que passar rapidamente e resolver a situação — comentou.

ZERO HORA