Secretaria propõe trabalho conjunto da BM com a Guarda Municipal

228
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Ações de combate à violência foram definidas em reunião com Brigada Militar, Polícia Civil, Instituto-Geral de Perícias e Susepe nesta terça-feira

O secretário estadual de Segurança Pública (SSP), Wantuir Jacini, convocou uma reunião, nesta terça-feira, com todos os chefes das instituições vinculadas à pasta — Brigada Militar, Polícia Civil, Instituto-Geral de Perícias e Susepe — e representantes da prefeitura de Porto Alegre para definir ações de combate à criminalidade no Estado, principalmente na Região Metropolitana.

Em nota, a SSP divulgou que propôs um trabalho integrado entre a BM e a Guarda Municipal, “visando promover ações conjuntas e com efetividade”. As ações estabelecidas deverão ser “desencadeadas em caráter imediato e de curto prazo”.

O comunicado não menciona o pedido do prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, com relação ao auxílio da Força Nacional de Segurança Pública e do Exército nas ruas da cidade. Em entrevista à Rádio Gaúcha, o prefeito afirmou que o auxilio externo poderia fazer com que a população se sentisse mais protegida.

Leia a íntegra da nota divulgada pela SSP:

Na manhã desta terça-feira (08) o secretário da Segurança Pública, Wantuir Jacini convocou uma reunião com todos os chefes das instituições vinculadas à SSP (BM, PC, IGP e SUSEPE), além de diretores de departamento, para analisar o atual cenário da criminalidade no Estado do Rio Grande do Sul, especialmente em Porto Alegre e na Região Metropolitana.

No encontro, foram estabelecidas as ações que serão desencadeadas em caráter imediato e de curto prazo. A reunião contou com a participação do secretário municipal de Mobilidade urbana, Vanderlei Cappellari, e com o chefe de equipe operacional da Guarda Municipal, Carlos Fogasso.

Foi proposto, por parte da SSP, o aprimoramento do trabalho integrado com o município, especialmente com a Guarda Municipal, visando promover ações conjuntas e com efetividade. O trabalho será realizado em parceira entre a Brigada Militar, por meio do Comando do Policiamento da Capital (CPC) e a Guarda Municipal de Porto Alegre.

ZERO HORA