Servidores estaduais reclamam que Banrisul cobrou parcela de crédito consignado

126
Banco diz que cumpre a decisão judicial Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Banco diz que cumpre a decisão judicial
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Defensoria Pública do Estado, na Capital, já recebeu mais de 20 queixas de funcionários e analisará as medidas a serem tomadas

Só nesta terça-feira, a Defensoria Pública do Estado, na Capital, recebeu mais de 20 queixas de servidores estaduais que tiveram suas parcelas do crédito consignado descontadas pelo Banrisul, contrariando liminar obtida na Justiça.

A Defensoria está reunindo os dados e vai avaliar que medidas tomará. Alguns dos casos são de Santa Maria. Um aposentado estadual da cidade confirmou que, apesar de ter recebido só R$ 600, teve R$ 1,4 mil descontados de sua conta corrente do Banrisul. O valor é referente à parcela de um empréstimo consignado.

– Minha mulher e outros amigos também tiveram o dinheiro do empréstimo consignado descontado. Isso é absurdo – reclamou ele.

O Diário não conseguiu contato com o Banrisul para confirmar se foram casos isolados ou não e se ele devolverá o dinheiro. O cliente do Banrisul que tiver desconto indevido pode procurar a Defensoria Pública na Capital, pelo (51) 3210-9417.

A liminar proíbe o Banrisul de descontar valores de empréstimos ou operações, como cheque especial, consórcios e cartões de crédito até Sartori pagar os salários.  Os servidores que recebem por outros bancos ou pegarem empréstimos em financeiras terão os valores debitados, assim como a parcela da TV a cabo com débito em conta.

ZERO HORA