13º: Estado vai recorrer ao Banrisul e sugerir abono para que servidores paguem juros de empréstimo

117

thumb5Em novembro, gatilho da Segurança eleva risco de parcelamento. Feriado desta sexta não impede entrada dos salários de outubro

Depois do anúncio do governo gaúcho de que também falta dinheiro para pagar o 13º salário do funcionalismo, a Secretaria da Fazenda confirmou que vai recorrer a empréstimo, junto ao Banrisul, a ser contraído em nome do servidor. Os moldes serão semelhantes aos adotados nas gestões dos ex-governadores Germano Rigotto (PMDB) e Yeda Crusius (PSDB). Um projeto deve ser enviado à Assembleia Legislativa para viabilizar a operação. A tendência é de o Executivo peça autorização do Parlamento para oferecer um abono aos salários, a fim de que os servidores arquem com os juros do empréstimo contraído.

Paralelamente ao trâmite no Legislativo, o governo vai negociar com a direção do Banrisul um calendário de pagamento, com projeções de carência e parcelas estendidas para saldar o débito do benefício, estimado de R$ 1,2 bilhão.

Diante da situação dos cofres públicos, considerada dramática, é possível, ainda, que o governador José Ivo Sartori (PMDB) peça aos chefes dos demais Poderes – Judiciário, Ministério Público, Defensoria e Assembleia – que recorram ao mesmo mecanismo de empréstimo, a fim de que se garanta o pagamento da folha de dezembro. Hoje, Sartori reuniu os dirigentes, mas não oficializou o pedido.

Novembro: gatilho eleva risco de parcelamento 

A Fazenda também confirmou que, mesmo que os vencimentos de outubro tenham sido pagos em dia, o risco de parcelamento existe para novembro, quando ocorre mais um gatilho do reajuste concedido pelo ex-governador Tarso Genro a policiais civis e militares. Com isso, o secretário da Pasta, Giovani Feltes, alertou que o rombo mensal dos cofres púbicos salta dos atuais R$ 400 milhões para R$ 500 milhões. “O risco de um novo parcelamento existe, porém, devemos nos preocupar com uma angústia de cada vez”, ponderou.

Feriado não impede pagamento da folha outubro

Apesar do ponto facultativo desta sexta, em função do feriado do Dia do Servidor Público, o Banrisul funciona normalmente, seguindo as normas das demais instituições do sistema financeiro. No inicio da noite de hoje, o dinheiro da folha de outubro entra, de forma gradativa, nas contas dos servidores. Em alguns casos, até seis créditos podem ser feitos em sequência para que se atinja o salário determinado.

Fonte:Voltaire Porto/Rádio Guaíba