SSP vai corrigir dados de homicídios para identificar total de mortes desde 1997

179

img_4950_foto_1Hoje, uma chacina, por exemplo, é registrada como uma só ocorrência de crime com morte

A Secretaria da Segurança Pública informou que vai atualizar os dados de homicídios no Rio Grande do Sul desde 1997. A meta é revisar as mortes para identificar o total de pessoas que, de forma violenta, perderam a vida. Hoje, o registro é pelo número de ocorrências, e não pelo total de mortes.

Pela sistemática atual, uma chacina é registrada como uma só ocorrência de crime com morte. De acordo com o coordenador do Departamento de Gestão Estratégica Operacional da Secretaria da Segurança Pública, o modelo é utilizado em todo o Brasil e vai ser mantido apenas para abastecer o banco de dados nacional. A recontagem vai constar em outro banco de dados, exclusivo, segundo explicou o tenente-coronel Luis Porto.

Não há prazo para terminar a revisão. Porto revelou, que, hoje só há dois policiais atuando no setor de estatística. Os dados de janeiro ou, não sendo possível, os do primeiro trimestre do ano que vem, serão feitos na nova metodologia e comparados com dados revisados do mesmo período de 2015.

Conforme o oficial, os dados precisos vão ajudar na definição de políticas de segurança, mas não gerarão grandes mudanças porque o total de ocorrências com mais de um homicídio são minoria.

Fonte:Samuel Vettori/Rádio Guaíba