Convocação de aprovados está entre as prioridades da população

121

650_aprovados_neivaABAMF e UGEIRM estão na luta por essa demanda

Emenda da UGEIRM se enquadra nas prioridades escolhidas pela população

Em reunião realizada na manhã de hoje, o deputado Luis Augusto Lara (PTB) que é presidente da Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa, anunciou as sete emendas populares que, na sua avaliação, se enquadraram nas prioridades levantadas junto à população gaúcha, nas nove Audiências Públicas pela Comissão de Finanças pelo interior do Estado. O deputado relatou que as quatro áreas mais citadas, pela população, como prioridades de investimentos foram: segurança, saúde, educação e assistência técnica rural. A partir dessas prioridades, o deputado elencou sete emendas que atendem aos requisitos para atender essas demandas. Entre as sete, está a emenda apresentada pela UGEIRM em conjunto com a ABAMF. A emenda visa assegurar dotação orçamentária para a nomeação dos aprovados nos concursos públicos para a área da segurança pública no ano de 2014. As entidades querem destinar R$ 30.000.000 (trinta milhões de reais) para a inclusão e efetivação dos 660 Policiais Civis e 2.531 policiais e bombeiros militares. Ela foi apresentada e defendida pela UGEIRM nas Audiências Públicas da Comissão de Finanças em várias cidades do interior do Estado, sendo apoiada de forma veemente pela população. Uma emenda com teor semelhante não foi levada em consideração pelo Presidente da Comissão de Finanças, por reivindicar apenas a contratação dos Policiais Civis. Na avaliação do deputado Luis Augusto Lara, a emenda apresentada pela UGEIRM e ABAMF atende melhor às necessidades da população gaúcha por buscar a recomposição do efetivo, tanto da Polícia Civil como da Brigada Militar e Corpo de Bombeiros.

Emendas devem ir a Plenário no dia 24/11

As 654 emendas apresentadas ao orçamento, sendo que 36 delas são emendas populares, estão sob avaliação da relatoria do orçamento estadual, exercida pelo deputado Marlon Santos (PDT). Até a próxima segunda-feira (16) o relator deve entregar o seu parecer na Comissão de Finanças, indicando as emendas que deverão ser aprovadas e as que deverão ser rejeitadas. Esse Parecer será divulgado pela Comissão na terça-feira (17), Na próxima quinta-feira (19), a Comissão de Finanças, Planejamento e Controle da Assembleia Legislativa se reunirá para votar o parecer do relator. Findo o trâmite na Comissão de Finanças, o PL é enviado ao Plenário para votação, o que deve acontecer na terça-feira (24).

Emenda da UGEIRM teve grande aceitação da população

A emenda apresentada pela UGEIRM, em conjunto com a ABAMF, teve grande aceitação nas Audiências Públicas realizadas pelo interior do RS. Essa aceitação mostrou que a UGEIRM/Sindicato é a legítima representante dos Agentes de Polícia do Estado do RS. Para a Diretora da UGEIRM, Neiva Carla, “isso mostra o entendimento da população da necessidade de recompormos o efetivo das polícias no nosso Estado. A contratação dos 650 Policiais Civis e dos 2.531 policiais militares e bombeiros vai aumentar a segurança no nosso Estado e a população sabe disso. A aceitação dessa emenda mostra que a população não concorda com os cortes do governo Sartori/PMDB no serviço público. Agora, é pressionar os deputados pela aprovação da emenda na Comissão e no Plenário. O nosso Estado não pode mais conviver com um déficit tão grande de pessoal na área de Segurança Pública”.

Os aprovados no concurso da Polícia Civil também tiveram um importante papel na defesa da Emenda. Desde o ano passado eles estão organizados, pleiteando a contratação imediata. Ao final do ano passado obtiveram uma grande vitória, quando o governador Tarso Genro sancionou a convocação imediata dos aprovados. Porém, com a posse do Governador Sartori/PMDB, essa convocação foi suspensa. Os 650 aprovados não desistiram e mantiveram a mobilização. Realizaram, junto com a UGEIRM, uma grande mobilização com outdoors, materiais impressos e campanha nas Redes Sociais, mostrando para a população a importância da contratação dos concursados. Realizaram marchas e mantiveram uma intensa agenda de visitas aos parlamentares, pedindo apoio à convocação imediata dos aprovados. Essa mobilização culminou na emenda ao orçamento, que busca garantir o dinheiro necessário para a contratação. Para o representante dos aprovados no concurso, Daniel Pinho, “a aceitação dessa emenda pela população gaúcha, é resultado da nossa mobilização e organização. Estamos desde o ano passado nos mobilizando e pressionando os deputados e o Governo. Sabemos que o Governo Sartori/PMDB não quer contratar novos policiais, mas podemos aprovar essa emenda e garantir a recomposição mínima do quadro da Polícia Civil. Por isso é fundamental a manutenção da nossa pressão sobre os deputados”.

SITE: UGEIRM