Estado libera R$ 7 milhões para pagar horas extras da Segurança Pública

118
Total a ser executado pelas instituições vinculadas à Pasta chega a R$ 41,5 milhões, só no segundo semestre | Foto: Samuel Maciel/CP Memória
Total a ser executado pelas instituições vinculadas à Pasta chega a R$ 41,5 milhões, só no segundo semestre | Foto: Samuel Maciel/CP Memória

Total a ser executado pelas instituições vinculadas à Pasta chega a R$ 41,5 milhões, só no segundo semestre

O governo do Estado autorizou o repasse de R$ 7 milhões à Segurança Pública a fim de pagar horas extras na Brigada Militar, Polícia Civil, Superintendência dos Serviços Penitenciários e Instituto-Geral de Perícias (Susepe). O recurso é para os meses de novembro e dezembro, com o propósito de garantir o reforço nos serviços dos órgãos da segurança no fim de ano.

De acordo com as entidades de segurança, o total de horas extras a ser executado pelas instituições vinculadas à SSP chega a R$ 41,5 milhões, só no segundo semestre. Para o secretário da Segurança, Wantuir Jacini, o aporte é fundamental para a execução do planejamento estratégico da Pasta. “Conseguiremos, desta forma, intensificar as atividades de todos os órgãos, garantindo uma melhor prestação de serviços aos cidadãos gaúchos”, avaliou.

Em julho, no auge do discurso de crise do governo Sartori, e com o anúncio do parcelamento dos vencimentos do funcionalismo, as forças de segurança fizeram operações padrão. Documento assinado por representantes de BM, Polícia Civil e Bombeiros, chegou a aconselhar a população a não deixar sua casa a não ser por necessidade extrema, por não haver garantia para sua integridade.

Distribuição dos recursos:

BM: R$ 3,7 milhões

Susepe: R$ 2,5 milhões

PC: R$ 600 mil

IGP: R$ 165 mil

Rádio Guaíba