Operação Golfinho vai deslocar 2,4 mil PMs do interior para o litoral gaúcho

118
Comandante Alfeu Freitas garante que não haverá redução no efetivo. Foto: Eduardo Paganella
Comandante Alfeu Freitas garante que não haverá redução no efetivo. Foto: Eduardo Paganella

A 46ª edição da operação começa em 19 de dezembro. Governo do Estado liberou R$ 2,7 milhões para o pagamento de horas-extras

Ao contrário das estimativas, a 46ª edição Operação Golfinho da Brigada Militar, que começa em 19 de dezembro, não deve ter queda no efetivo na comparação com anos anteriores. A informação é do comandante-geral da Brigada Militar no Rio Grande do Sul, coronel Alfeu Freitas. Segundo ele, além dos 400 policiais que atuam nas áreas litorâneas e nos chamados balneários de águas internas ao longo do ano, cerca de 2,4 mil PMs serão utilizados para reforçar o efetivo. Além disso, o governo do Estado liberou R$ 2,7 milhões para o pagamento de horas extras.

Freitas afirmou que indicadores de criminalidade e orientações dos comandos regionais serão levados em consideração para determinar o número de agentes de cada região que serão deslocados para as praias.

“O comando Regional da Brigada Militar de cada parte do Estado vai avaliar para ver com quantos policiais vai poder colaborar com o efetivo que vai para o litoral. Até porque muita gente dessas cidades vai para o litoral, então precisamos nos deslocar para atender a demanda”, afirmou Freitas.

A primeira leva de PMs vai para o litoral em 19 de dezembro. A segunda está prevista para 24 de dezembro de 2015. No dia 1º de janeiro de 2016, mais um grupo se agrega ao efetivo litorâneo.

Fonte:Eduardo Paganella / Rádio Guaíba
Foto: Operação Golfinho/Divulgação  Efetivo da Operação Golfinho deste ano contará com 2.800 policiais
Foto: Operação Golfinho/Divulgação
Efetivo da Operação Golfinho deste ano contará com 2.800 policiais

Vale do Sinos perderá cem policiais militares durante a Operação Golfinho

Operação começa em 19 de dezembro e segue até 28 de fevereiro

O Comando da Brigada Militar no Estado divulgou nesta terça-feira (17) como será o deslocamento de efetivo para a tradicional Operação Golfinho durante o verão. No total, 2.800 policiais militares farão parte da operação que atua nas praias do litoral norte e sul e nas águas internas do Estado, como rios e lagoas.
Do Batalhão do Vale do Sinos, cem homens serão deslocados. O mesmo número saíra do Batalhão Metropolitano, em engloba oito cidades. A corporação, entretanto, não divulgou de quais municípios o efetivo sairá.
De acordo com o coronel Alceu Freitas, todos os 16 comandos regionais do Estado contribuirão com homens. Para sanar a redução de policiais, os agentes que cumprem funções administrativas serão deslocados para o policiamento ostensivo, garantiu o coronel.
O governo do Estado também autorizou R$ 2,7 milhões em pagamento de horas-extras à Brigada Militar durante os três meses da ação. A Operação Golfinho começa em 19 de dezembro e segue até 28 de fevereiro.
JORNAL VS