OUÇA ENTREVISTA: Devolução de R$ 300 mi pela GM ajudaria governo a pagar salários

140
Governador falou ao programa Timeline no Piratini Foto: Maria Eduarda Fortuna / Rádio Gaúcha
Governador falou ao programa Timeline no Piratini
Foto: Maria Eduarda Fortuna / Rádio Gaúcha

Projeto encaminhado ontem à assembleia prevê que empresas que receberam benefícios antecipem a quitação de débitos

O governador José Ivo Sartori espera que a Assembleia Legislativa aprove, até o dia 28 de novembro, o projeto encaminhado ontem à casa e que prevê a quitação de débitos de empresas que receberam benefícios do programa Fomentar. A General Motors (GM) estaria disposta a devolver R$ 300 milhões ao governo, para, em troca, receber descontos.

O valor seria utilizado para o pagamento dos salários do funcionalismo de novembro. Ainda assim, faltarão mais R$ 180 milhões para fechar a conta.

O governador falou ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, direto do Piratini. Na ocasião, Sartori afirmou que ainda não há como saber se o pagamento dos servidores deste mês será integral.

“Estamos fazendo o possível para colocar em dia esse mês, mas vai depender do que vai entrar de dinheiro”, explicou.

O governador também falou sobre segurança e, apesar de admitir os problemas enfrentados pelo Estado, disse confiar no trabalho que vem sendo realizado pelos órgãos responsáveis. Ele também voltou a afirmar que o “drama da segurança” não é exclusividade do Rio Grande do Sul.

“Eu confio nos órgãos de segurança e acho que as ações desenvolvidas ao longo do tempo ajudam a perceber que há uma ação forte, positiva, com inteligência. A Polícia Civil tem dado uma demonstração muito grande de força, as apreensões de drogas aumentaram 40% neste ano”, destacou.

Sartori também admitiu falhas existentes nos presídios que permitem o uso de celulares livremente dentro dos locais e disse que isso só deve mudar se uma política penitenciaria nacional for criada para auxiliar os estados. Ele ainda prometeu que as obras no Presídio de Canoas devem ficar prontas em fevereiro deste ano.

GAÚCHA