Quase 90 salva-vidas militares iniciam treinamento nesta segunda na Região Sul

108
Na Operação Golfinho 2014/2015 houve aumento de 61% no número de salvamentos Foto: Adriana Franciosi
Na Operação Golfinho 2014/2015 houve aumento de 61% no número de salvamentos
Foto: Adriana Franciosi

De hoje até o 13 de dezembro, 40 salva-vidas serão treinados em Rio Grande e outros 47 em Pelotas

Oitenta e sete salva-vidas militares iniciam treinamento nesta segunda-feira (23) emRio Grande e Pelotas, para atuar em praias e águas internas pela Operação Golfinho, na Região Sul do Estado.

De acordo com o 3° Comando Regional dos Bombeiros, desta segunda até o 13 de dezembro, 40 salva-vidas serão treinados em Rio Grande. Eles atuarão na Praia do Cassino; na Praia do Hermenegildo, em Santa Vitória do Palmar; na Barra do Chuí, no Chuí e na Praia do Mar Grosso, em São José do Norte. Serão 25 guaritas espalhadas nestas praias, 18 só no Cassino.

Em Pelotas, 47 iniciam o treinamento hoje. Eles atuarão no Laranjal, balneário dos Prazeres, São Lourenço do Sul, Praia do Porto, em Santa Vitória do Palmar, Arroio Grande e em Cristal.

De 14 de dezembro a 4 de janeiro iniciará mais um treinamento de salva-vidas militares. Ainda não há a informação de quantos devem participar desta segunda etapa. Até o dia 30, estão abertas as inscrições para salva-vidas civis. Mais informações no site da Brigada Militar.

Na Operação Golfinho 2014/2015 houve aumento de 61% no número de salvamentos. Sete óbitos foram registrados na Região Sul. São homens entre 16 e 20 anos. Os afogamentos geralmente acontecem das 11h às 13h. A Operação Golfinho deve ser lançada no dia 19 de dezembro.

Operação Golfinho terá maior efetivo neste verão

Serão cerca de 1,1 mil bombeiros em todo o Litoral nesta edição

A 46ª edição da Operação Golfinho terá maior efetivo neste verão em comparação com 2014. Isso porque, no ano passado, foram cerca de 960 pessoas para atividades de bombeiros e de salva-vidas. Segundo o Chefe do Estado-Maior do Corpo de Bombeiros do Estado, Tenente-Coronel Evaldo de Oliveira Júnior, serão cerca de 1,1 mil bombeiros militares e cerca de 100 bombeiros civis.

“Abrimos 300 vagas para bombeiros que não são militares nesta edição, é o mesmo número do ano passado, mas as vagas não são preenchidas. Acreditamos que fique em torno de 100 bombeiros civis nesta operação”, afirmou. Os salva-vidas serão distribuídos em 330 guaritas: 230 no Litoral Norte, 30 no Litoral Sul e 70 em águas internas. O efetivo de bombeiros de combate e prevenção de incêndios e do setor administrativo será o mesmo da última operação.

De acordo com o Tenente-Coronel Evaldo, a expectativa é de que o número seja superior ao do ano passado. “Estamos trabalhando para que o efetivo seja de 1,1 mil homens trabalhando no verão, cerca de 200 a mais do que a última operação”, concluiu.

Nesta segunda-feira (23) começa o treinamento para de 1,1 mil bombeiros militares que poderão trabalhar na Operação Golfinho neste verão. Eles passarão por instruções nas praias de Torres, Capão da Canoa, Tramandaí, Cidreira e Cassino. Os que passarem pelas avaliações estarão aptos para trabalhar nas praias dos litorais norte e sul, além das águas internas, como rios e lagos do Estado. O treinamento da primeira turma vai até o dia 13 de dezembro.

Para quem não é militar, e quer ter a oportunidade de trabalhar na operação golfinho, as inscrições estão abertas até o dia 30 de novembro. O salário para o trabalho em janeiro, fevereiro e março é de R$ 1700, além de vale-transporte. Não há garantia de moradia no litoral para quem se inscrever como civil.

A Operação Golinho começa no dia 19 de dezembro e vai até o fim de fevereiro no Rio Grande do Sul.

GAÚCHA