Salário de 35% dos servidores do Estado depende de repasse da GM

116
Governo Sartori encontra dificuldades para pagar salários em dia Foto: Bruno Alencastro /Agencia RBS
Governo Sartori encontra dificuldades para pagar salários em dia
Foto: Bruno Alencastro /Agencia RBS

Valor deve ser depositado entre segunda e terça-feira

O governo do Estado aguarda odepósito de R$ 302 milhões da montadora General Motors (GM) para quitar a folha do funcionalismo de novembro. Segundo o Piratini, 35% dos servidores (123 mil matrículas) não terão os salários pagos na íntegra no início da manhã de segunda-feira (30).

O valor da GM está previsto para entrar nos cofres públicos entre segunda e terça-feira. Ainda estariam pendentes R$ 55 milhões, que virão de repasses federais.

Ontem, foi autorizado um crédito de aproximadamente R$ 600 milhões, suficiente para pagar 65% da folha na íntegra. Os valores devem chegar às contas em até cinco parcelas.

A manobra adotada pelo governo de adiantar recursos da GM foi aprovada nesta semana pela Assembleia Legislativa. A montadora se comprometeu a antecipar adevolução dos créditos do Fomentar-RS (Fundo de Fomento Automotivo do RS) mediante desconto de 17,75% (taxa Selic mais 3,5%).

Para viabilizar os salários, haverá atraso novamente de repasses a prefeituras, hospitais e fornecedores. Pelo nono mês consecutivo, a parcela da dívida com a União, de R$ 270 milhões, foi prorrogada.

O Piratini ainda não detalhou como irá pagar o 13º salário dos servidores. Os valores devem ser obtidos via empréstimo junto ao Banrisul.

GAÚCHA