Treinamento de salva-vidas começa na próxima segunda-feira na praia do Cassino

200
Dia 23 de dezembro, a praia do Cassino já terá salva-vidas
Dia 23 de dezembro, a praia do Cassino já terá salva-vidas

Na segunda-feira (23), inicia o treinamento da primeira turma de salva-vidas militares, na praia do Cassino, para atuar na Operação Golfinho. A atividade vai até o dia 14 de dezembro, quando inicia uma nova turma. Segundo o coordenador, major Riomar dos Santos, os treinamentos são de 20 dias e serão divididos em dois turnos, para não tirar o efetivo, ao mesmo tempo, dos quartéis.

As vagas são preenchidas por militares de todo o Estado, convocados pelo comando da Brigada Militar.  E, a partir do dia 23 de dezembro, as praias e águas internas já terão salva-vidas nas guaritas.

Além destes, o Cassino terá também salva-vidas civis, cujo treinamento se dará no mês de janeiro. O edital para o chamamento dos candidatos e a inscrição podem ser encontrados no site da BM (www.brigadamilitar.rs.gov.br). Este ano, as vagas para salva-vidas civis nos litorais Norte e Sul foram cortadas de 600 para 200.

Cassino

No Cassino, serão 80 homens e no litoral Norte, 120. A diminuição, conforme o major, deu-se em função de que poucos se apresentam. “No ano passado, tivemos apenas 33 no Cassino”, informou. O número de guaritas no Cassino permanece em 18, a exemplo do ano passado.

Efetivo da BM

Em coletiva na manhã de terça-feira (17), o comandante-geral da corporação, coronel Alfeu Freitas, anunciou que a Golfinho terá o mesmo número de servidores do ano passado, ou seja, 2 mil e 800 homens e que, em todas as guaritas, haverá salva-vidas. O problema, que preocupa a população do Estado, é que não houve contratações de  PMs este ano, só saídas. O que pode desfalcar o efetivo nos quartéis, embora o comando da Brigada Militar afirme que grande parte será descartado dos setores burocráticos.

Atualmente, a BM tem 20,5 mil homens, o menor efetivo desde o ano de 1982. As aposentadorias somam 1 mil e 700 homens. Enquanto isso, não há previsão de novas contratações. O comandante foi enfático ao afirmar que será necessário atender às demandas e administrar os recursos existes. “Pode dar problema, mas temos que planejar para tentar evitá-los”. Ele disse ainda não acreditar que a crise, no Estado, venha a afetar esta operação.

Informou também que a Brigada Militar recebeu, este ano, um aporte na ordem de R$ 2,7 milhões para pagamento de horas-extras, o que, segundo o comandante Freitas, “é suficiente para cobrir as despesas até o final do ano”.

Inscrições   

Para salva-vidas civis, podem se inscrever candidatos que tenham, no mínimo, 18 e no, máximo, 45 anos de idade, no momento da inscrição, e Ensino Fundamental Completo, dentre outros requisitos, mencionados no edital. As inscrições devem ser realizadas entre os dias 16 a 30 de novembro de 2015, exclusivamente, pelo site da Brigada Militar, no endereço eletrônico. No ato da inscrição, o candidato fará a opção da habilidade desejada (águas de mar ou águas internas).   Será realizada a capacitação técnica de salva-vidas civis temporários, exame de saúde e odontológico e exame de aptidão física para selecionar os inscritos. Nesta, o candidato deverá fazer a prova de nado de 200 metros, em seis minutos, e 50 metros de corrida na areia, em 60 segundos.

Por Anete Poll

JORNAL AGORA