Governo se reúne com base aliada para definir votações de fim de ano

207
Sessões extraordinárias devem ocorrer nos dias 28 e 29 de dezembro | Foto: Camila Domingues / Palácio Piratini / CP Memória
Sessões extraordinárias devem ocorrer nos dias 28 e 29 de dezembro | Foto: Camila Domingues / Palácio Piratini / CP Memória

Piratini projeta convocar sessões na Assembleia para a próxima semana

A um dia do início do recesso parlamentar e com uma longa pauta de votações a ser vencida, a tarde desta segunda-feira será de reunião-geral dos articuladores do Palácio Piratini com os deputados da base aliada. Às 16h, os deputados têm uma reunião para tratar não só da pauta de votações da última sessão do ano da Assembleia Legislativa, mas especialmente do encaminhamento das sessões extraordinárias a serem convocadas pelo governador José Ivo Sartori.

O Piratini projeta convocar as sessões para a próxima semana, nos dias 28 e 29 de dezembro, com objetivo de votar, primordialmente, o projeto da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O texto, enviado em junho e que enfrenta resistência dos servidores públicos estaduais, ainda não tramitou nas comissões para chegar ao Plenário. Entretanto, em convocações extraordinárias como as previstas para a semana entre Natal e Ano Novo, os projetos imediatamente passam à pauta de votações.

O governo do Estado também avalia o envio de novos projetos para serem apreciados nas sessões extraordinárias. Textos prevendo a extinção da Fundação de Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH) e a Companhia Rio-Grandense (Corag) podem constar no pacote de fim de ano.

Para esta terça-feira, o Executivo também precisa alinhar os votos da base para ao menos dois projetos que enfrentam resistências e não foram votados na semana passada: o que cria o Plano Diretor de Transportes Intermunicipais e o que altera as regras para produção, comercialização e transporte de leite no Estado.

Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba