PM morto em Porto Alegre é sepultado em Santa Maria

184
Policial foi sepultado às 11h desta quarta no Cemitério São José Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS
Policial foi sepultado às 11h desta quarta no Cemitério São José
Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS

Corpo de Marlon Corrêa chegou na cidade por volta das 21h50min de terça-feira

Foi sepultado, no final da manhã desta quarta-feira, o policial militar que morreu durante um assalto em Porto Alegre. Marlon Corrêa, 29 anos, foi atingido por quatro tiros, depois que a arma dele teria falhado, no último dia 14.

O corpo do jovem chegou a Santa Maria, sua cidade-natal, por volta das 21h50min de terça-feira, escoltado por cerca de 10 viaturas da Brigada Militar. Ao retirarem o caixão de dentro do veículo, amigos e familiares homenagearam o jovem com uma salva de palmas. Seu corpo foi velado na capela 2 do Hospital de Caridade.

Marlon nasceu em Santa Maria, estudou e chegou a começar o curso de Direito, mas largou e, escondido do pai, fez o concurso da BM, em Porto Alegre, onde ingressou em 2009.
O jovem morreu na noite de segunda-feira, uma semana depois de um assalto, que aconteceu no último dia 14, na Avenida Baltazar de Oliveira Garcia, no bairro Protásio Alves, zona norte de Porto Alegre. Depois de uma intensa troca de tiros, ele foi atingido por quatro disparos. A suspeita é que dois dos tiros teriam obstruído o colete à prova de balas que o PM usava. Um criminoso morreu durante a ação e outros dois foram detidos.

O corpo do policial foi sepultado às 11h desta quarta-feira, no Cemitério São José.

 

DIÁRIO DE SANTA MARIA