ABAMF COMPLETA 54 ANOS DE LUTAS E CONQUISTAS

150

fot2Neste 15 de abril de 2016, a ABAMF está completando 54 anos de muitas lutas e conquistas para os brigadianos de nível médio da Brigada Militar. Foram momentos de mobilização e manifestações públicas que ficaram registrados na história do RS e do Brasil.

A ABAMF reconhece que ainda há muito a fazer em prol da categoria e busca com responsabilidade e pelos meios legais avançar cada vez mais, melhorando a qualidade de vida dos policiais e bombeiros militares gaúchos, aprimorando os profissionais e conquistando melhores condições de trabalho e qualificação e valorização na carreira.

fot3

Dentre as lutas recentes da entidade, que se juntou as outras representações de servidores da segurança pública para ter maior força de pressão, está a retirada da PEC 251, encaminhada pelo Governo Estadual à Assembleia Legislativa para acabar com a paridade entre ativos e inativos e dar calote nos reajustes já conquistados até 2018.  Já em nível nacional a ABAMF juntou força com outras associações de cabos soldados, sargentos e oficiais militares para impedir a aprovação da PEC 257, que acaba com reajustes aos servidores nos estados, aumenta o desconto da previdência, entre outros males.

fot4

Mas a representação dos servidores de nível médio da Brigada Militar já alcançou vitórias de fundamental importância para a categoria brigadiana. Apesar de ainda não receber o salário merecido, os brigadianos avançaram nos últimos anos com os percentuais de reajustes garantidos até 2018, após muita luta. Como exemplo, a colocação de emenda ao PL 206, do Executivo Estadual, evitando o calote nos militares estaduais percentuais de reajuste garantidos até 2018, mesmo diante da atual crise.

fot5

A grande luta da ABAMF, atualmente, é contra o parcelamento dos salários. Mas a ABAMF REIVINDICA, também a reposição imediata do efetivo da BM, que está com déficit beirando os 50% do quadro. Luta pela publicação das promoções de soldados e sargentos,  já com um  ano de atraso. E, ainda, consta nos projetos da ABAMF o ingresso na BM somente com curso superior, carreira única e equiparação salarial com a Polícia Civil.

fot6

Junto com os brigadianos, a ABAMF  alcançará estas

e outras demandas, sem abrir mãos dos direitos já conquistados.

Esse é o compromisso da ABAMF com todos os brigadianos.

E que venham mais 54 anos de muitas lutas,

mas também de muitas vitórias. 

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF