OSCAR BESSI: O Caos Geral

232
Police lights by night
Police lights by night

Por Oscar Bessi

1

O governo do RS depositou mais uma migalha – a terceira – do salário dos servidores públicos. E vibra ao dizer que, com um total de R$ 2 mil pagos, mais da metade destes servidores já recebeu seu salário integral. Quem faz parte desta metade, cara-pálida? Quem? Justo aqueles que são fundamentais na construção de uma nova sociedade, como os profissionais de Segurança Pública, os Professores, os profissionais da Saúde. Ou os miseráveis. Os alvos de sempre do descaso e da incompetência. Que futuro se planta desse jeito?

2

Do Jornal “A Sirene” , da UGEIRM Sindicato: enquanto o temido Rio de Janeiro, das mais de 700 favelas dominadas por traficantes, das mortais milícias cheias de policiais corruptos, dos fuzis nas mãos da molecada, da guerra urbana que afugenta o turismo, enquanto este lugar que povoa o imaginário e o referencial mundial de violência no país tem 12,5 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes, Porto Alegre tem bem mais que isto: inaceitáveis 19,7 assassinatos. E a superpopulosa São Paulo, sede do PCC e outras facções criminosas, apenas 6,6. Os dados são de 2015, da atual “gestão” do RS.

3

Ainda do Jornal “A Sirene”: 10 postos do DML podem fechar neste primeiro semestre. E enquanto no Rio de Janeiro 269 carros são roubados, em Porto Alegre bandidos atacam em dobro: são mais de 500 roubos! E é roubo mesmo, assalto, com arma na cara e ameaça à vida do condutor, nem estamos falando do furto, que é quando a gente deixa o carro num lugar, volta e, puf!, surpresa, ele sumiu. Aí os números ficam BEM piores para nós).

4

Ainda bem que a Polícia Civil gaúcha está dando de relho nos desmanches e quadrilhas de roubos de veículos. Só na noite desta quarta-feira, agentes da 2ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico prenderam em flagrante um homem e recuperaram cinco veículos, todos com registro de roubo. O caso foi no bairro Rubem Berta. Esta ação se soma ao fantástico número de prisões, incluindo as apreensões de gangues de adolescentes pagos para roubarem veículos, estouro de desmanches, depósitos e sítios de receptação de carros. O esquema é grande e lucrativo. Mas a Polícia Civil gaúcha mete bronca e mostra que sua dedicação à sociedade gaúcha, pelo menos, não será parcelada.

5

E o bom uso da tecnologia já deu seus frutos: uma denúncia feita pelo whatsapp da Polícia Civil, por intermédio do Gabinete de Inteligência, levou à prisão de ladrões de veículos na cidade de Viamão. A ação ocorreu no final da manhã de segunda-feira (4) e foi coordenada pelo delegado Marco Antônio de Souza (fonte: site da PC).

6

O desrespeito com os profissionais de Segurança Pública cria situações inacreditáveis: os Agentes Penitenciários que trabalham no Monitoramento Eletrônico, ou seja, controlam os presos com tornozeleiras, precisaram se reunir com seu sindicato no auditório da Fessergs e ameaçar paralisar as suas atividades. Que são fundamentais! Ou alguém duvida? O problema é como estão sendo tratados: não podem ter uma única hora de descanso num plantão de 24 horas, não recebem alimentação – mas para os presos nunca falta uma bóia bem boa, é ou não é? – conforme determina a lei e, para aumentar a indignação, precisam conviver com os seus salários parcelados e a zombaria do governo. Isto aconteceria num país de primeiro mundo, realmente democrático e com respeito pela cidadania de todos?  Francamente!

Police lights by night

CORREIO DO POVO