GAÚCHA: Enquanto prefeitura da Capital congela gastos, vereadores aumentam salários

149

17473956

Vencimentos dos parlamentares saltarão dos atuais R$ 11.882,26 para R$ 12.984,93. Prefeito Fortunati não descarta parcelar a folha do Executivo

*Por Matheus Schuch

No mesmo dia em que a prefeitura anunciou um novo corte de despesas, os vereadores de Porto Alegre aprovaram aumento de 9,28% nos salários deles e dos servidores. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial de quinta-feira (12). O índice corresponde à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), entre 1º maio de 2015 e 30 de abril de 2016.

Com o reajuste, o salário dos vereadores saltará dos atuais R$ 11.882,26 para R$ 12.984,93. Já o valor pago ao presidente da Câmara subirá de R$ 14.852,83 para R$ 16.231,17. O aumento é retroativo a 1º de maio, que é a data-base para a revisão geral dos vencimentos dos servidores públicos do município.

A definição ocorreu a partir de uma resolução da Mesa Diretora, com aval dos líderes de partidos da Câmara. O grupo, composto por 20 parlamentares, é presidido pelo vereador Cássio Trogildo (PTB).

Já a prefeitura da Capital não garante que irá pagar o mesmo índice aos servidores do Executivo. O prefeito José Fortunati afirmou que não tem recursos para repor a variação da inflação, e não descarta parcelar a folha. A negociação com os municipários está em andamento.

Ontem, a prefeitura anunciou novos cortes no orçamento e admitiu que haverá paralisação de obras. No total, o Executivo pretende contingenciar mais de R$ 130 milhões em 2016 – R$ 67 milhões que já foram cortados em janeiro e outros R$ 64 milhões até o fim do ano.

A Rádio Gaúcha procurou Trogildo para se manifestar sobre a decisão e aguarda retorno.