GAÚCHA: Novos PMs representam 10% do total que irá para a reserva em 2016

145
Cerca de 400 PMs foram para a reserva desde janeiro Foto: Diego Vara /Agencia RBS
Cerca de 400 PMs foram para a reserva desde janeiro
Foto: Diego Vara /Agencia RBS

Os 207 policiais que serão apresentados nesta segunda-feira (30) para o curso de formação durante oito meses para atuar no policiamento ostensivo representam apenas 10% dos cerca de 2 mil que deverão ir para a reserva até o fim do ano. Cerca de 400 PMs foram para a reserva desde janeiro.

A carga horária total do curso de formação soma 1.650 horas. Em entrevista aoGaúcha Atualidade, o comandante-Geral da Brigada Militar, coronel Alfeu Freitas, não adiantou para quais municípios os PMs serão destinados. 178 policiais desses 207 vão ocupar o lugar de PMs temporários que foram desligados da corporação em fevereiro, após o vencimento dos contratos.

Segundo Alfeu Freitas, o déficit hoje da Brigada Militar é de 18 mil PMs, o que faz com que a corporação trabalhe com 50% do efetivo previsto de 37 mil homens. Freitas lembrou que PMs da reserva estão sendo chamados para funções de videomonitoramento para propiciar que os brigadianos que executam esse trabalho hoje possam reforçar o policiamento de rua.

Sobre o fechamento de postos por causa da falta de efetivo, Freitas reafirmou que a medida é provisória e visa racionalizar o trabalho, com PMs de cidades vizinhas atendendo esses municípios num raio de até 40 km. Para um bom atendimento, porém, o comandante-Geral da Brigada Militar ressaltou como fundamental uma aproximação maior das comunidades com os policiais.

O coronel descartou participação da BM na Força Tarefa do novo presídio de Canoas. Hoje, 700 PMs integram as forças-tarefas no Presídio Central e na Penitenciária Estadual do Jacuí(PEJ).

GAÚCHA