JORNAL DO COMÉRCIO: RS registra 60 óbitos por gripe A e estende vacinação para policiais e professores

191
Gabbardo disse que municípios que ainda não imunizaram 80% são orientados a prosseguir vacinação  MARIANA CARLESSO/SES/JC 20/05/2016
Gabbardo disse que municípios que ainda não imunizaram 80% são orientados a prosseguir vacinação
MARIANA CARLESSO/SES/JC 20/05/2016

A Secretaria estadual da Saúde anunciou os números da campanha de vacinação contra a gripe A no Estado, que se encerra nesta sexta-feira (20). Segundo a pasta, o Rio Grande do Sul já ultrapassou a meta de vacinar 80% dos grupos prioritários. Foram aplicadas até agora mais de 2,9 milhões de doses, o que representa 83,4% do público-alvo.

Dos 497 municípios gaúchos, 75% atingiram a meta em todos os grupos. Para as cidades que já atingiram a meta, a SES/RS recomenda que a imunização seja estendida para os policiais civis e militares e também aos professores. Atualmente, o RS registra 60 mortes decorrentes da doença e 338 ccasos de internação hospitalar pelo vírus Influenza.
Em entrevista coletiva nesta manhã, o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis, salientou a redução na velocidade dos registros. Da 15ª semana do ano (10 a 16 de abril) até a 17ª (24 a 30 de abril), o aumento de casos confirmados a cada semana dobrava em relação ao boletim anterior. Já entre esta semana e a sexta-feira passada, o número de casos novos foi de 33% a mais. “Isso nos faz acreditar que possamos estar com uma diminuição no ritmo da doença”, afirmou.
Gabbardo ainda informou que os municípios que ainda não imunizaram os 80% previstos estão sendo orientados a prosseguir a vacinação e também a intensificar a busca aos grupos com menor cobertura (crianças e gestantes). Para as cidades que já atingiram a meta, a SES/RS recomenda que a imunização seja estendida para os policiais civis e militares e também aos professores. “Os campos de atuação fazem com que esses profissionais fiquem mais expostos a pessoas que podem estar com o vírus, por isso estamos propondo que eles também sejam vacinados”, afirmou Gabbardo.
O Rio Grande do Sul recebeu cerca de 3,6 milhões de doses para a campanha deste ano. A estimativa é que restem entre 500 e 600 mil doses nos municípios, e não está previsto nenhum envio extra por parte do Ministério da Saúde. A orientação da SES para a utilização das doses restantes depende da situação apresentada em cada município.