“Segurança é prioridade”, diz governador José Ivo Sartori

182
Governador gosta dos números de resolução de casos apresentados pela Delegacia (Foto:Karine Viana/Divulgação/A Razão)
Governador gosta dos números de resolução de casos apresentados pela Delegacia (Foto:Karine Viana/Divulgação/A Razão)

Governador prestigiou inauguração da Delegacia de Homicídios de Santa Maria hoje pela manhã

Em funcionamento há 80 dias, quase três meses de trabalho, a Delegada de Homicídios e Desaparecidos (DHD) de Santa Maria foi inaugurada oficialmente na manhã de sexta-feira.  Durante o ato, o governador José Ivo Sartori (PMDB) afirmou em seu discurso que a área da segurança é prioridade em sua gestão.  Ele também gostou dos resultados apresentados neste começo de trabalho da DHD.  Dos casos investigados, 85% já foram solucionados.

“Os homicídios são os crimes que mais geram impacto na nossa sociedade. A segurança é prioridade no nosso governo. Com a delegacia especializada, vamos aumentar a agilidade nas investigações e dar uma resposta mais rápida para os cidadãos. Quero cumprimentar a polícia de Santa Maria que é um exemplo para o resto do Estado”, disse Sartori.

O secretário estadual de Segurança, Wantuir Jacini, destacou que a delegacia surgiu para prestar um serviço diferenciado e com foco nos esclarecimentos dos crimes contra a vida. “Santa Maria possui quase 300 mil habitantes, é um polo de desenvolvimento, consequentemente, surgem os crimes. Nosso objetivo é reduzir estes de crimes. Estamos iniciando o trabalho e com tempo ele vai se aperfeiçoando”.

Em matéria publicada hoje no nosso site, mostramos os números relativos aos homicídios na cidade e as motivações que levaram à fundação da Delegacia em Santa Maria.

Delegado Regional de Polícia, Sandro Meinerz, é um dos responsáveis pela criação da Delegacia de Homicídios (Deivid Dutra / A Razão)
Delegado Regional de Polícia, Sandro Meinerz, é um dos responsáveis pela criação da Delegacia de Homicídios (Deivid Dutra / A Razão)

Delegacia de Homicídios será inaugurada hoje em Santa Maria

Criada para combater os homicídios, ato de inauguração terá presença de Sartori

Apesar das dificuldades enfrentadas pelo Estado e, em especial, na segurança, a criação da Delegacia Especializada em Homicídios e Desaparecidos (DHD) de Santa Maria foi um passo importante para combater este tipo de crime. A ideia do delegado regional de Polícia Civil, Sandro Meinerz, que teve o respaldo da Secretaria de Segurança e, com menos de três meses em funcionamento, já demonstra resultados positivos. Desde o começo do ano foram registrados 16 homicídios e um latrocínio, sendo que 13 casos estão solucionados. Foram presos 16 adultos e apreendidos quatro adolescentes.

“Estamos com um bom início de trabalho, realizando inúmeras prisões. Além disto, o índice de resolução das tentativas de homicídio melhorou. É preciso dar uma resposta para a sociedade”, afirma Meinerz.

A principal causa dos crimes contra a vida está relacionada ao tráfico de drogas. “É o motivo número um. O tráfico gera brigas de poder, disputas de territórios e acerto de contas e, como consequência, assassinatos”.

A estrutura e o objetivo

A delegacia tem como titular o delegado Gabriel Zanella. O órgão conta com 11 funcionários e quatro viaturas. Além de Santa Maria e da capital gaúcha, a DHD também está presentes nos municípios de Caxias do Sul, Passo Fundo e Pelotas.

O seu principal objetivo é aumentar o índice de resolução de homicídios consumados e tentados, além de tentar diminuir o número de assassinatos. A delegacia também é responsável por casos de desaparecimentos e embriaguez no trânsito.

“Com a criação da DHD, as outras delegacias têm mais tempo para resolverem outros tipos de delitos”, ressalta Meinerz.

Inauguração

Criada no dia 23 de fevereiro, a Delegacia de Homicídios, localizada Rua Joana D’Arc, no Bairro Nossa Senhora de Lourdes, será inaugurada hoje, às 11h, com a presença do governador José Ivo Sartori (PDMB) e do secretário estadual de Segurança, Wantuir Jacini.

Os dados sobre os casos de homicídio na cidade

-Desde o começo do ano foram 16 homicídios e um latrocínio em Santa Maria

– Foram registradas 38 tentativas de assassinato

– A DHD prendeu 16 adultos e apreendeu quatro adolescentes

– Dos 17 assassinatos, 13 já foram solucionados pela DHD

– O último homicídio aconteceu terça-feira. A vítima foi um jovem de 18 anos

– A principal causa é o tráfico de drogas e rixas

– Em 2013 foram 34 homicídios, subindo para 48 em 2014 e 54 no ano passado

ARAZAO.COM.BR