Bombeiros pedirão agilidade aos deputados para votar projeto que separa corporação da Brigada Militar

124

20014840Projeto que regulamenta desmembramento deve ser apreciado, nesta terça-feira, pelos parlamentares 

Um grupo do 4º Comando Regional de Bombeiros (4º CRB) estará, em Porto Alegre, nesta terça-feira para cobrar por maior agilidade na votação, na Assembleia Legislativa, a regulamentação do projeto de lei para separar o Corpo de Bombeiros da Brigada Militar.

A tendência é que a matéria entre na ordem do dia para ser apreciado pelos parlamentares. No fim da manhã de hoje, haverá uma reunião de líderes dos 15 partidos das bancadas com a presidente da Casa, Silvana Covatti (PP), para acertar que a matéria esteja garantida para ir à votação.

O deputado Jorge Pozzobom (PSDB) adianta que o projeto deve ser aprovado por ampla maioria dos colegas.

Pressão

Mas para garantir que isso aconteça, o soldado Renato Dutra e um grupo de colegas do 4º CRB estarão na Capital para pressionar a classe política.

– A gente quer que ocorra a votação e que não se protele ainda mais. Entendemos que, na prática, haverá maior autonomia e ganho à corporação com a efetividade dessa separação – avalia o soldado.

A proposta foi encaminhada em caráter de urgência aos deputados e prevê uma organização básica, além da criação de um CNPJ que dê autonomia aos bombeiros para firmar convênios e administrar recursos próprios.

O projeto foi concluído, ainda no final de junho, e encaminhado à AL para não perder o prazo previsto na emenda à Constituição do Estado, que foi aprovada pelos deputados em 2014. A data-limite para que todas as regras da nova corporação entrassem em vigor terminou no último dia 2.

DIÁRIO DE SANTA MARIA