Mobilização das representações militares evita votação do PL 257

122

Proposta original incluia congelamento de salários

e suspensão de novas nomeações por dois anos

plO presidente da ABAMF e da ANERMB – Associações dos policiais e bombeiros militares com atuação nacional – conquistou o apoio de deputados federais para que o PL 257 não fosse votado – na sessão de 2 de agosto – como foi apresentado pelo Governo Federal. O texto impedia aumento para os servidores pelos próximos dois anos. após debates e mudanças no texto original, a votação ficou para a próxima semana. O relator, deputado Esperidião Amin (PP-SC), concordou com sugestões dos líderes partidários de adiar a análise devido à complexidade do tema e à quantidade de emendas.

Desde a semana passada a diretoria da ANERMB mobilizou diretores  para comparecerem a Brasília e evitar o que é considerado prejuízo para os militares estaduais brasileiros. “A presença das entidades nesta semana foi fator de grande importância neste momento de luta e decisões que irão perpetuar por muitos anos com reflexos na carreira dos atuais e próximos funcionários públicos. Na próxima Semana teremos uma longa jornada”, disse o presidente da entidade Leonel Lucas.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou que não colocará outras matérias em pauta antes de concluída a análise do projeto das dívidas dos estados. Nesta semana, não haverá mais votações no Plenário.