Rádio Guaíba: “Será que vale a pena morrer por R$ 450?” diz presidente de associação de policiais do RS após parcelamento e morte de PM

512

31d98d60-029a-45d2-86e3-0bff873659fbAbamf lamenta novo parcelamento de salários e morte de brigadiano após confronto com criminosos no norte do RS

A morte de um policial militar na madrugada deste sábado, vítima de confronto com criminosos em Erval Grande,motivou manifestação do presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Brigada Militar (Abamf). Leonel Lucas lamentou o caso e disse que o descaso do governo gaúcho, que parcelou os salários do funcionalismo novamente, tem culpa na morte.

“Tá muito revoltante a situação. Não paro de receber ligação de brigadianos com a morte de um PM. E também o descaso do governador com tudo o que está ocorrendo. Até agora, nunca vimos ele lamentar a morte de um policial. Ao contrário, ele parcela salários e, principalmente, neste mês. Será que vale a pena morrer por R$ 450? A tropa está enlouquecida, para não dizer outra coisa”, afirmou.

Na segunda-feira, está prevista uma operação-padrão de policiais militares. Questionado sobre o pedido de impeachment de Sartori solicitado pelo Cpers, Lucas afirmou que apoia a solicitação.

Alternativa:

O presidente da Abamf também foi questionado sobre alternativas para pagar os salários. Leonel Lucas disse que o ideal seria não pagar o duodécimo a servidores do legislativo e do executivo.

“Quando se paga o ICMS, não diz que é só para um ou para outro setor. Isso é uma incoerência do governador. Se o cofre é único, ele tem que fazer a mesma coisa para todo mundo. Ou pagar todo mundo ou atrasar para todos.”, afirmou Lucas.

Fonte:Eduardo Paganella / Rádio Guaíba