Caso Jardel: esposa de advogado vai receber licença-maternidade

334

Mulher foi nomeada no mês de outubro como cargo comissionado de nível 2 para o gabinete do deputado, recebendo salário de aproximadamente R$ 12 mil ao mês

Mais um episódio envolvendo o deputado Mario Jardel (PSD) vai onerar a Assembleia Legislativa. A Casa terá de pagar licença-maternidade para uma das funcionárias exoneradas do gabinete do parlamentar. O benefício será pago para a esposa do advogado do ex-craque de futebol, Rogério Bassotto.

A mulher foi nomeada no mês de outubro como cargo comissionado de nível 2 para o gabinete de Jardel, recebendo salário de aproximadamente R$ 12 mil ao mês. A Assembleia não foi comunicada sobre a gravidez quando ela começou a trabalhar. Como o bebê nasce em janeiro, ela terá direito à licença-maternidade até junho do próximo ano.

Outra possibilidade seria a reintegração, caso não houvesse um processo de cassação contra o deputado e consequentemente, a demissão de todos os funcionários do gabinete.

A Assembleia Legislativa foi comunicada ontem sobre a gravidez da CC exonerada. Entretanto, dificilmente será possível evitar os pagamentos.

A cassação de mandato de Mario Jardel está prevista para a próxima quinta-feira.

Fonte:Samantha Klein/Rádio Guaíba