GAÚCHA: Reforma da Previdência evitará que país se transforme no RS, diz Temer

267

Presidente citou Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais como estados em dificuldade financeira

O presidente Michel Temer afirmou que a reforma da Previdência evitará que o país se transforme em estados com dificuldades financeiras, citando como exemplo o Rio Grande do Sul, o Rio de Janeiro e Minas Gerais. A declaração foi dada em entrevista à Rádio CBN, nesta sexta-feira (10).

“O governo mandou (para o Congresso) aquilo que acha necessário para que o Brasil não se transforme, vou citar aqui, com toda a liberdade (…) a história do Rio de Janeiro, a história do Rio Grande do Sul, a história de Minas Gerais. Estados que estão passando por grandes dificuldades, exata e precisamente em função do fenômeno previdenciário. Então o Brasil não pode, daqui a quatro, cinco anos, transformar-se numa figura como está acontecendo com os estados brasileiros”, disse.

Também na entrevista, pela primeira vez, Temer sinalizou que poderá negociar alguns termos da reforma previdenciária enviada ao Congresso.

“Haverá objeções, observações lá no Congresso? Haverá, e é natural que haja. Nós precisamos dialogar, não é? E vamos até onde pudermos”, afirmou.

Enviada ao Congresso no final do ano passado, a proposta de emenda à Constituição da reforma da Previdência prevê, entre outros pontos, uma idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem e tempo mínimo de contribuição de 25 anos. No entanto, para aposentar-se com o benefício integral, o trabalhador precisará contribuir por 49 anos.

As novas regras, se aprovadas, valerão para homens com idade inferior a 50 anos e mulheres com menos de 45 anos.

GAÚCHA