Texto do jornal ZH ofende brigadianos

589

A vida dos policiais importa? Para um jornalista  do Jornal Zero Hora(ZH), parece que não. Ele foi rápido em afirmar que a ação da Brigada Militar (BM) no enfrentamento com assaltantes, nesse mês de dezembro, com a morte em confrontos de 10 bandidos é, simplesmente, efeito da eleição do presidente Jair Bolsonaro, dando a entender que houve um aumento da violência por parte da BM.
A ABAMF está estupefata com a posição do jornalista. Ao invés de ficar contra a violência dos bandidos e a morte de reféns, prefere defender aqueles que cometeram o crime e acusar os policiais. A ABAMF está atônita com o fato de um profissional esclarecido, desconsiderar o fato que os policiais militares também correram risco de vida no enfrentamento com os bandidos. Ou o jornalista acredita que seria possível ao PM mostrar o distintivo e pedir aos bandidos que parassem, como nos filmes da televisão?
A obrigação da Brigada Militar e missão dos brigadianos é proteger a vida e auxiliar os cidadãos(as). Mas os policias não podem deixar que bandidos entrem em ação, roubem, façam reféns, sejam violentos, matem, reajam a prisão e escapem, sem dar uma resposta a altura. Se não reagirem a voz de prisão, as perseguições, serão presos, mas aos tiros é impossível responder com rosas.
Posições como essa do jornalista de ZH alimentam a violência, deixam o policial desconfiado com a imprensa, o cidadão confuso sobre de que lado estão os meios de comunicação e o bandido mais tranquilo para agir. Isso, em nada ajuda na solução dos problemas graves da violência que tomou conta das ruas. Serve tão-somente para causar desconfiança na ação da polícia.
Lamentamos e posição do jornalista e esperamos que ele reveja seus conceitos. A ABAMF  tem orgulho de representar os brigadianos e sabe que a missão de garantir a segurança das pessoas de bem é difícil. Mas, com certeza, ficará bem mais fácil se os meios de comunicação aos invés de deferem os bandidos passarem a defender as vítimas e os policiais atingidos pela violência. Os casos irregulares devem ser investigados e nos casos de erros haverá punição, mas não se pode jogar a Corporação contra a população.

ABAMF

Entidade que representa os servidores de nível médio da Brigada Militar